Polícia Civil investiga incêndio na cadeia pública de Rio Tinto

A Polícia Civil do Estado, com o apoio da Gerência Executiva de Planejamento Segurança e Informação (Geplasi), está investigando as causas do incêndio ocorrido na noite do último sábado, 11, na Cadeia Pública da cidade de Rio Tinto, situada a 73 quilômetros de João Pessoa.

Segundo o comandante da equipe do Geplasi, coronel Arnaldo, o local do acidente foi preservado para não prejudicar a perícia, que será feita pelo Corpo de Bombeiros. “Já solicitamos a perícia. Além disso, serão abertos sindicância e inquérito pela Polícia Civil. Em princípio, não há como fazer julgamento preliminar, mas com as investigações em curso, em breve teremos um laudo com as responsabilidades do incêndio”, ressaltou.

De acordo com a Polícia, havia sete detentos na cela incendiada. Os internos sofreram queimaduras e foram encaminhados ao Hospital de Emergência de João Pessoa. Wellington Gomes Andrade, 30 anos, não resistiu aos ferimentos. Os demais seguem internados com estado de saúde considerado regular.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.