Polícia civil decide sobre greve no dia 1º de outubro

Em reunião realizada ontem à noite, a Associação dos Policiais Civis de Carreira do Estado da Paraíba (Aspol) definiu o calendário de mobilização da categoria para o mês de setembro, limite para apresentação de uma proposta por parte do Governo do Estado. No dia 1 de outubro, os policiais se reúnem em uma assembleia geral para deliberar sobre a greve.

Antes disso, o calendário é o seguinte: A partir do dia 1º de setembro, o presidente da entidade, Flávio Moreira, junto com os demais membros da diretoria, vão continuar a visitação às unidades policiais do Estado. A próxima estapa inclui a Região Metropolitana de João Pessoa, com as delegacias distritais e especiais.

No dia 11 de setembro, será realizada uma mobilização no Parque Solon de Lucena para sensibilizar a população para a luta dos policiais civis. Eles vão distribuir adesivos e panfletos e receber doações para uma instituição de caridade que será definida nos próximos dias. Na semana seguinte, será a vez da realização do mesmo evento na Cidade de Campina Grande.

A exemplo do que ocorreu em 2008, quando a Aspol encampou a luta pela exigência do nível superior para ingresso na carreira e pela Lei Orgânica da Polícia Civil, onde houve diversas assembleias, caso não ocorra a audiência com o governador José Maranhão até o dia 15 de setembro, com o início efetivo das nomeações, os policiais civis paralisarão suas atividades no dia 16 de setembro pelo prazo de 24 horas.

"Ainda em setembro, será retomado o programa Aspol Itinerante, que será ampliado e mudará de nome, passando a chamar-se Pela Segurança Pública e que além da presença diária do Presidente Flávio Moreira nas diversas Unidades Policiais do Estado, promoverá debates, cursos, seminários e reuniões com a sociedade civil organizada, a fim de detectar in loco quais são as queixas da comunidade, onde estão as deficiências do serviço e estreitar os laços dos policiais com os cidadãos", disse o presidente da Aspol, Flávio Moreira.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.