PMJP prevê entrega de mais de 5 mil moradias este ano

A Prefeitura Municipal de João Pessoa vai realizar o sonho da casa própria de 5.712 famílias este ano. Essa é a quantidade de imóveis em licitação, construção, urbanização e regularização na Capital da Paraíba. São 3.272 empreendimentos em obras e 2.305 em licitação, isto é, no processo de seleção das construtoras.

Além dos 2.644 imóveis em obras pelo programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, o Governo Municipal está urbanizando, com recursos do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS), 114 casas na comunidade Taipa/Nova Vida, situadas no conjunto Costa e Silva, cuja entrega está prevista para setembro.

No Alvorada, em Mandacaru, 19 casas estão em construção com recursos do Orçamento Geral da União (OGU) e outras 127 estão sendo edificadas no Timbó/Bancários, com recursos do Programa de Subsídio à Habitação (PSH). Pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), governos municipal e federal estão bancando a construção de 288 imóveis do PAC Sanhauá/Ilha do Bispo.

“Minha Casa, Minha Vida”
– Em julho próximo, o prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, fará a entrega de 1.240 casas do empreendimento Irmã Dulce, situado no bairro Valentina de Figueiredo, o primeiro pelo “Minha Casa, Minha Vida”. Em agosto, está prevista também a entrega de mais 244 imóveis do empreendimento Manacá, situado no mesmo bairro, construído com recursos do programa.

Em dezembro, o governo entrega o terceiro conjunto habitacional com 584 moradias. O Residencial Anayde Beiriz fica no Bairro das Indústrias e também é uma obra em construção pelo “Minha Casa, Minha Vida”. O empreendimento mais recente pelo programa conta com 576 unidades e a construção está sendo iniciada no bairro do Jardim Veneza.

O ritmo de construções continua acelerado em João Pessoa. A Secretaria Municipal de Habitação Social (Semhab) está acompanhando as obras pelo Programa de Subsídio à Habitação (PSH), que já transformou mais de 3 mil moradias de taipa em alvenaria em mais de 40 bairros da Capital. Hoje, por este programa, a PMJP está em obras com 80 unidades distribuídas pelos bairros dos Novais, Jardim Veneza, Indústrias, Cristo e Rangel.

As 135 casas da Comunidade Riachinho, localizadas no bairro do Jardim 13 de Maio, serão edificadas com recursos do PSH e a parte de infraestrutura será com recursos da outorga onerosa/Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb). A obra já está licitada.          

Regularizações fundiárias – Três empreendimentos habitacionais construídos pelo Governo Municipal estão em processo licitatório para realização da regularização fundiária. São 2.305 unidades habitacionais localizadas nos bairros Ernesto Geisel, Jaguaribe e Colinas do Sul. As primeiras regularizações realizadas neste governo foram no bairro Padre Zé, envolvendo 590 moradias.

Assim que for definida qual a empresa que executará a ação, 900 moradias da Comunidade Nova República, no conjunto Ernesto Geisel, estarão legalizadas. As 250 famílias da comunidade Paulo Afonso e mais 1.036 moradores do Residencial Gervásio Maia, no Colinas do Sul, também vão receber a escritura definitiva de suas casas após a regularização fundiária.

Outro empreendimento que está em licitação e receberá urbanização integrada será a comunidade Maria de Nazaré, no bairro do Grotão. Serão construídas 119 novas moradias com recursos do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS).

Morador agradece
– Aos 92 anos, lúcido e sem problemas graves de saúde, o senhor João Sotero Leitão ficou tão feliz ao receber da Prefeitura de João Pessoa uma nova casa de alvenaria que escreveu um poema.  Para ele, esse é um sonho que se realiza. O ex-pescador, natural do município de Pitimbu, hoje se dedica apenas aos seus poemas, que começou a escrever quando se aposentou aos 60 anos.

“Minha memória está boa. Lembro da infância e dos acontecimentos atuais”, disse feliz. Seu João se considera um homem de “pouca leitura”, mas sabe o suficiente para transformar em versos cada momento compartilhado em sua vida. Este mês ele completa 93 anos e disse que já está preparando um novo verso para a ocasião.

Leia o poema de Seu João:

DE TAIPA PARA ALVENARIA

Eu fiz uma casa de taipa

Na rua Marta da Luz

Situação financeira fraca

Para pagar a quem produz

Na empresa em que eu trabalhava

Largava aos sábados a tarde

Quando eu em casa chegava

Esquecia a liberdade

Ia logo trabalhar

Colocando varas e enxames

O barro para traçar

Amassado com os pés

Em dezembro de 72

Entrei para moradia

37 anos depois

Construída em alvenaria

Casa moderna

e segura

Te agradeço prefeito

Em nome da classe humilde

O bem que o senhor tem feito

Aos fracos que aqui residem.

Autor: João Sotero Leitão

Idade do autor: 92 anos

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.