PMDB divulga amanhã quem será o candidato à sucessão de Veneziano

A pesquisa que indicará o nome do candidato do PMDB para a disputa da prefeitura de Campina Grande nas eleições de outubro deverá ser divulgada amanhã. Conforme a assessoria do prefeito Veneziano Vital do Rego (PMDB), os trabalhos foram concluídos neste último final de semana e o resultado será apresentado por meio de uma coletiva de imprensa. Cinco peemedebistas estão no páreo, e o nome do escolhido será anunciado pelo prefeito.
 
Mesmo antes da divulgação do resultado, os peemedebistas que são cotados já apresentam divergências de opiniões em relação e ao critério adotado pelo partido. A secretaria de saúde Tatiana Medeiros acredita que será a escolhida e os colegas de partido apontam que a pesquisa se trata de "jogo de cartas marcadas" e prometem contestar o resultado, caso a médica seja o nome indicado.
 
“Eu acredito que serei a escolhida porque em todas as pesquisas internas realizadas até hoje, meu nome sempre foi o mais apontado, com percentuais de diferença de até quatro pontos. Estou tranquila em relação ao resultado e farei o possível para honrar a escolha. Já sou uma vencedora em ter meu nome entre os indicados à pesquisa", disse Tatiana.
 
De acordo com o ex-deputado federal Walter Brito Neto, que é um dos cinco nomes da pesquisa, o critério adotado pelo prefeito Veneziano e pelo diretório do PMDB não é a forma mais democrática para escolher o candidato para disputar a prefeitura do município em outubro. Ele alega que a pesquisa deverá beneficiar a secretaria Tatiana Medeiros e que ela não tem conhecimentos para agregar valores e conseguir firmar alianças durante a campanha. “É um jogo de cartas marcadas, até mesmo porque isso não é tempo de decidir candidato, porque ainda é muito cedo. Não podemos aceitar um resultado prematuro. Os outros nomes tiveram muito tempo para mostrar seus trabalhos e eu e Zé Luiz não. Vamos pedir tempo ao partido, pelo menos até o mês de abril”, afirmou o ex-deputado.
 
O vice-prefeito Zé Luiz Junior disse que irá contestar o resultado, independente de quem for indicado. Ele frisou que o escolhido só deveria ser apresentado em junho, durante a convenção. “É uma decisão prematura e o resultado que for apresentado eu vou contestar junto ao partido. A pesquisa está sendo feita num período que não é certo, é começo de ano e muita coisa ainda deverá acontecer. Precisamos de mais tempo e se o prefeito e o partido não aceitar as nossas reivindicações ai eu mesmo coloco meu nome a disposição do partido como candidato na convenção de junho”, revelou o vice-prefeito.
 
Após a divulgação do resultado, o partido correrá em busca de alianças para fortalecer a campanha. “A data da divulgação ainda não está confirmada, mas deverá ser nesta terça-feira. A pesquisa deveria ter sido concluída em dezembro, mês em que também foi encomendada, mas como não deu tempo, o prefeito irá apresentar essa semana”, confirmou Josué Cardoso, assessor de comunicação.

Correio da Paraíba

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.