PMDB anuncia convenções nos 223 municípios da Paraíba

O PMDB vai realizar convenções nos 223 municípios da Paraíba, até no máximo o dia 25 de outubro, para eleger os Diretórios Municipais do Partido. O presidente nacional licenciado da agremiação peemedebista e presidente da Câmara Federal, deputado Michel Temer, já confirmou presença na Convenção Municipal de Campina Grande, marcada para o dia 23 do próximo mês, às 10:00h, quando será recepcionado pelo governador José Maranhão; pelo prefeito Veneziano Vital do Rego; pelo deputado federal Vital do Rego Filho e pelo presidente do Executiva Estadual, Antonio Souza da Silva.

Os Diretórios e Comissões Provisórias do PMDB, de acordo com as informações do presidente estadual da agremiação, Antonio Souza, têm prazo desde esta sexta-feira (18) até o dia 25 de outubro para a realização das convenções. O resultado das referidas convenções com a respectiva ata, deverão ser enviados ao Diretório Estadual entre os dias 25 e 31 de outubro, para que possam ser encaminhados ao Tribunal Regional Eleitoral. Os prazos, adverte o presidente Antonio Souza da Silva, são improrrogáveis, conforme estabelece a Resolução nº 001/2009, assinada pela presidente em exercício da Executiva Nacional, deputada Íris de Araújo.

Maior partido da Paraíba e do Brasil, o PMDB, segundo o seu presidente, resistiu às mais diversas pressões de governos ditatoriais, divisões internas, esvaziamento, crescimento, novas divisões e se mantém como a legenda de maior base no território nacional. Mas é possível explicar, conforme esclarece Antonio Souza da Silva.

“Sofrida, com maus e bons momentos, a história do PMDB é a história do Brasil que continuou pulsando a partir de 1964. Se manteve em movimento, com contradições, abrigou vários tipos de ideologias e tendências políticas, instigou, gestou outros partidos, mas se manteve no centro das discussões durante, na queda e após o regime militar. Hoje, para contar um pouco da história do PMDB é preciso não só falar da história do Brasil, mas de praticamente todos os partidos, à sua esquerda, ou à sua direita”, explica,didaticamente, Antonio Souza.

Oficialmente o PMDB, que nasceu MDB, teve sua fundação em 24 de março de 1966 com o registro na Justiça Eleitoral. Era um dos resultados da extinção dos partidos imposta pelo AI-2 e a instalação do bipartidarismo logo em seguida. Uma tentativa de imitar a bipolaridade norte-americana, democratas versus republicanos. A diferença, que se evidenciou antes mesmo do registro do MDB, é que o papel destinado pelos militares à oposição se resumia a isto: o de opositor, mas inofensivo ao poder. E muito menos que ambicionasse ao poder.

O PMDB, portanto é, hoje, uma legenda que conta com o respeito e a credibilidade junto ao povo da Paraíba e do país. “Temos as maiores bancadas na Câmara Federal e no Senado da República. No caso particular da Paraíba, elegemos o maior número de prefeitos, vereadores e deputados estaduais, temos o governador do Estado que, com a graça de Deus e o apoio do povo paraibano, será reeleito e estaremos, a partir deste momento, realizando a festa da democracia, através das eleições nos Diretórios Municipais em toda a Paraíba”, enfatizou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.