PM intercepta quadrilha que assaltaria banco em São Bento

Uma quadrilha foi interceptada em São Bento pela Polícia Militar quando se preparava para assaltar uma agência do Bradesco naquela cidade. De acordo com informações da imprensa patoense, o bando era composto de moradores da própria cidade de São Bento e alguns integrantes do estado do Pará.

A polícia Militar que contou com a ajuda da Polícia Federal e do Grupo de Operações Táticas de Campina Grande, realizou a primeira prisão por volta das 3 horas da manhã, em uma estrada que seria usada para a fuga dos meliantes. Em coletiva na sede da delegacia da Polícia Federal na cidade de Patos, a delegada da Mariana Cavalcanti, falou sobre a operação e como eles ficaram sabendo do assalto.

– Estava sendo realizado um trabalho de inteligência pela delegacia da Polícia Federal no Juazeiro do Norte,  Ceará, após um assalto ocorrido na cidade de Catarina, também no Ceará, a partir daí o grupo estava sendo monitorado. Foi detectado que ia acontecer na cidade de São Bento um seqüestro para posterior assalto. A suspeita inicialmente seria o Banco do Brasil, mas logo verificou-se que se tratava do Bradesco, afirmou a delegada. 

O Major Cunha comandante do 12º Batalhão que liderou a operação contou detalhes sobre o trabalho que foi feito pela polícia.

– Fizemos abordagem a dois sujeitos em atitude suspeita em uma moto numa estrada considerada rota de fuga. Eles estavam com uma garrafa de água. Depois de um interrogatório e muitas contradições, um deles afirmou que estava levando a água para o restante do grupo, disse ele.

Ainda de acordo com informações do Major Cunha, um dos indivíduos era empresário e morador da cidade de São Bento e o outro é do estado do Pará. A polícia usou a dupla para rastrear os demais elementos do bando.

-Nós encontramos o gerente do Bradesco quando acabávamos de sair em diligência à procura dos demais integrantes da quadrilha. Ele foi abandonado dentro de um carro na estrada e os seqüestradores fugiram pela caatinga. O gerente foi resgatado são e salvo.

Um levantamento foi feito para que fossem apontados os outros integrantes do bando, foram registradas as participações de um empresário local dono de um motel e um comerciante, afirmou o Major. Na casa dos suspeitos, foram encontradas armas de fogo, droga, explosivos e munição.

– Na casa do comerciante foi encontrada uma grande quantidade de droga, maconha prensada e crack, um fuzil e munição além de explosivos (dinamite). Na casa do comerciante algumas armas como fuzis e pistolas, finalizou.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.