PF acusa Arruda de comandar esquema criminoso no DF

O ex-governador José Roberto Arruda "encabeçava uma organização criminosa voltada à captação de dinheiro bancado por empresas contratadas pelo governo do Distrito Federal". A acusação está no relatório final da Polícia Federal sobre a Operação Caixa de Pandora.

Arruda (sem partido) e mais sete pessoas do governo foram indiciados por formação de quadrilha e corrupção passiva. A polícia sugere investigar o patrimônio dos acusados e o crime de lavagem de dinheiro.

Segundo a PF, o dinheiro arrecado era para compra de deputados e enriquecimento pessoal e vinha de empresas que lucravam em "contratos superfaturados". O advogado de Arruda não foi localizado.

 

Folha Online

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.