Pesquisa da AMPB pretende avaliar judiciário do estado

Avaliar as condições de trabalho dos magistrados paraibanos e as estrutura física das unidades judiciárias do estado, essas são as principais intenções da Associação dos Magistrados da Paraíba, que vai realizar uma pesquisa com seus associados. Os magistrados serão questionados sobre o dia a dia do exercício da profissão, bem como sobre o funcionamento e a estrutura da unidade onde atuam.

A investigação está sendo desenvolvida e monitorada pela empresa "IP4", instituto de pesquisa de mercado e opinião, com estrutura adequada para realização de estudos qualitativos e quantitativos. As entrevistas com os magistrados serão realizadas por telefone. A coleta dos dados será entre os dias 09 e 25 de abril.

Análise comparativa

Em 2009, a AMPB realizou a primeira pesquisa sobre as condições de trabalho dos magistrados da Paraíba. O resultado revelou, sobretudo, que a escassez de servidores e o acúmulo de funções dos juízes dificultavam a agilidade da Justiça paraibana.

À época, a AMPB entregou relatório sobre o resultado da pesquisa ao CNJ, que realizava inspeção no Judiciário paraibano. Acesse o relatório e relembre o resultado.

Com o diagnóstico que será obtido agora em 2011, a Associação pretende comparar os resultados, verificando se a situação continua a mesma ou não. O juiz Antônio Silveira Neto, presidente da AMPB, alerta sobre a importância da pesquisa e pede a colaboração dos colegas no sentido de disponibilizar um pouco de tempo para responder ao questionário da pesquisa.

"Só o magistrado pode avaliar de maneira legítima o funcionamento da sua unidade judiciária, só ele poderá contribuir para apresentar os problemas mais graves e oferecer sugestões para o aprimoramento de nosso judiciário", considera Silveira.
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.