Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Pesquisa aumenta pressão contra Sarney, diz oposição

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A oposição no Senado usará os resultados de pesquisa Datafolha divulgados ontem como mais um argumento de pressão sobre os senadores do Conselho de Ética. O colegiado deve definir nesta semana se abre ou não processo contra o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), acusado de quebra de decoro.

O levantamento mostra que 74% dos brasileiros defendem a saída de Sarney da Presidência do Senado. Para 66%, ele está envolvido nas irregularidades que cercam o seu nome. Sarney é acusado de se beneficiar de atos secretos –parentes dele foram contratados e exonerados por esse mecanismo–, e de receber ilegalmente auxílio-moradia. Também há denúncias de desvio de dinheiro na fundação que leva seu nome.

O Datafolha mostrou ainda uma piora na avaliação do Congresso, visto por 44% da população como "ruim ou péssimo". Índice maior foi registrado na época do escândalo do mensalão, em 2005, com 48% de ruim ou péssimo, e em novembro de 2007 (45%), quando o Senado vivia outra crise.

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), disse que o "resultado da pesquisa deve-se ao Sarney e ao grupo que ele representa". "O PT tem duas alternativas: apoiar o Sarney e se dar mal com o povo ou não apoiar o Sarney e se dar mal com o PMDB", disse Guerra.

São os três senadores do PT no Conselho de Ética que podem definir o futuro de Sarney uma vez que o PMDB, partido do presidente da Casa, só tem três votos e precisa do apoio dos petistas para derrubar os recursos da oposição que pedem a reabertura dos processos contra Sarney. São 11 os pedidos de investigação que foram arquivados pelo presidente do colegiado, Paulo Duque (PMDB-RJ).

"Os resultados deveriam ter peso na decisão dos senadores, afinal a pesquisa mostra que de cada quatro brasileiros, três pensam que Sarney deveria sair da presidência. É uma coisa fortíssima. Este índice permite que a gente conclua que não há uma única classe da sociedade na qual Sarney não seja reprovado", afirmou o líder do PSDB na Câmara, José Aníbal (SP).

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) foi na mesma linha: "Espero que qualquer coisa possa influenciar. A pesquisa está mostrando a solução. O problema de hoje é a Presidência do Senado".

Reservadamente, aliados de Sarney reconhecem que os resultados da pesquisa farão ainda mais barulho nas discussões do Conselho. Mas eles rejeitam a possibilidade de uma reviravolta contra o peemedebista. "Seria um absurdo se tivesse influência. O voto é pessoal, não tem nada a ver com o que pensa a opinião pública. Quando o povo elege seu representante transfere para ele a decisão", disse o senador Almeida Lima (PMDB-SE).

"Não terá impacto. Os senadores vão agir de acordo com a consciência", afirmou o líder do PT, Cândido Vacarezza (SP).

A assessoria de Sarney informou que ele não se pronunciaria sobre os resultados da pesquisa. O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), não retornou aos telefonemas da Folha. Deputados procuraram restringir a má avaliação do Congresso à crise no Senado.
 

 

Folha Online

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Incidente no Restaurante Garden: entenda o que realmente aconteceu

Anteriores

joaobelga

Paraíba terá Centro de Distribuição e fábrica de esquadrias de PVC de empresa da Bélgica

Artêmio Picanço, advogado

Advogado considera “surreal” decisão da Justiça da Argentina pela prisão domiciliar de Antônio Neto; veja

Igreja Matriz de Monteiro

Polícia procura mulher suspeita de furtar dinheiro de ofertas da Igreja Matriz, de Monteiro

PF Operação Rescue

Operação da PF prende homem por armazenar imagens de abuso sexual de crianças

Concurso, freepik 1

MP recomenda retificação de edital do concurso para Guarda Civil de Santa Rita

PF operação Pombo, Objetos encontrados em casa de funcionários dos correios

PF investiga desvio de encomendas dos Correios e apreende objetos em casa de servidor

João Pessoa linda demais, secom pb

João Pessoa é destaque entre os Top 10 Destinos de Viagem para o mês de julho

Fábio Andrade, procurador-geral do Estado

Estado aprova lista de acordos diretos de precatórios com 593 propostas e R$ 78 milhões

Sérgio Moro 22

Por unanimidade, TSE rejeita cassação do mandato de Sergio Moro

Perilo Lucena, juiz

Ação alerta contra abuso e exploração sexual infantil nos festejos juninos de CG