Pés de Barro: Delator de Santiago pediu proteção pessoal e à família

O engenheiro George Ramalho Barbosa, da Construtora Coenco, pediu proteção à sua integridade física e de seus familiares depois de celebrar um acordo de delação premiada que resultou na deflagração da Operação Pés de Barro, realizada hoje. Uma nota distribuída pelos advogados de George diz que “considerando-se os personagens envolvidos (alvos da Operação “Pés de Barro”) e as práticas comezinhas que nenhum valor conferem à vida humana, redundou em adoção de cautelas a fim de salvaguardar a sua integridade física, assim como de seus familiares”.

Confira a íntegra da nota:

“Os advogados do Sr. George Ramalho Barbosa esclarecem que o ato de colaborar com a Justiça emana de profunda reflexão pessoal e familiar cujo objetivo se adstringe a corrigir condutas avaliadas como ilícitas e, pois, prejudiciais ao contexto da República.

Tal ato, considerando-se os personagens envolvidos (alvos da Operação “Pés de Barro”) e as práticas comezinhas que nenhum valor conferem à vida humana, redundou em adoção de cautelas a fim de salvaguardar a sua integridade física, assim como de seus familiares.

Afinal, diante do contexto de cleptocracia reinante, integrado também por parlamentares e políticos destituídos de compromissos para com a sociedade desvalida e sofrida, almeja-se que outras vítimas (empresários) também colaborem com as autoridades investigativas e com a Justiça.

O povo paraibano e, pois, brasileiro agradece!

João Pessoa-PB, 21 de dezembro de 2019.

José Bezerra Montenegro Pires
Advogado
OAB/PB 11.936

Guilherme Almeida de Moura
Advogado
OAB/PB 11.813

Leonardo de Farias Nóbrega
Advogado
OAB/10.730″

 

 

Comentários