Pedido de cassação de Maranhão é rejeitado pelo TSE

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou na sessão desta terça-feira, 26, um recurso que pedia a cassação do atual governador da Paraíba, José Maranhão (PMDB).

De acordo com a coligação Por amor à Paraíba, enquanto disputava o governo do estado em 2006, o então candidato teria sido favorecido por um jornal – A Palavra – que divulgou opinião contrária ao seu adversário, Cássio Cunha Lima. Assim, teria praticado o uso indevido de meio de comunicação.

A defesa de José Maranhão sustentou que o jornal é veiculado semanalmente e apenas na cidade de Campina Grande (PB) e acrescentou que é permitido aos jornais assumir posição em favor dos candidatos que defendem.

O ministro Marcelo Ribeiro, relator do caso, lembrou que o próprio Ministério Público Eleitoral deu parecer contrário ao pedido de cassação. E disse que não há prova de que a conduta tenha influenciado no resultado das eleições.

Assim, rejeitou o pedido e foi acompanhado por unanimidade pelos demais ministros.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.