PCdoB se mantém com Anísio, mas admite candidatura própria caso haja “implosão”

Com a possibilidade de ver implodida na Justiça Eleitoral a aliança firmada com o PT de João Pessoa, o PCdoB analisa que postura deve adotar no quadro sucessório da capital paraibana. Até agora, o partido se mantém ao lado do PT e participando inclusive das atividades de campanha. “Estamos com o PT e a chapa continua da mesma maneira porque acreditamos na confirmação pelo TRE desta aliança”, disse o candidato a vice na chapa do PT, Percival Henriques.

De toda forma, caso o parecer do Ministério Público Eleitoral seja acatado e a chapa Anísio Maia / Percival Henriques for desfeita, existe a tese de lançamento de uma candidatura própria que poderia ser a do próprio Percival ou de outro filiado do PCdoB.

A decisão caberá à comissão política da sigla da capital que tem autonomia dada pela direção nacional para escolher os rumos da legenda em João Pessoa.

A composição com o PT com a indicação do vice foi homologada no dia 16 deste mês durante convenção realizada no Sindicato dos Bancários da Paraíba. Na mesma noite, contudo, o PT Nacional decidiu pedir a anulação parcial do evento e manter apenas a chapa proporcional, determinando que os petistas devem marchar junto com o candidato do PSB, Ricardo Coutinho, que passou a ter o advogado Antônio Barbosa como postulante a vice.

Como o PT está atualmente em duas chapas majoritárias distintas, caberá ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba validar uma delas. A decisão vai, obrigatoriamente, forçar um posicionamento do PCdoB de João Pessoa.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.