PCdoB não cogita retirada de apoio à administração de Ricardo

O PCdoB – Partido Comunista do Brasil emitiu nota hoje refutando as declarações do Ex-secretário de Planejamento do Governo Maranhão III, Ademir Alves de Melo, sobre a retirada de apoio da sigla à administração municipal de João Pessoa. Na nota, os comunistas afirmam que as posições do Partido são tomadas por suas instâncias deliberativas e expressas através de sua representação legítima e que a posição do ex-secretário, reflete única e exclusivamente suas posições pessoais e não representam a opinião do PCdoB.
 
Segundo o presidente estadual do PCdoB, Agamenon Sarinho, esse processo de decisão, envolve a realização de reuniões das instâncias de direção, seminário e um Encontro Estadual que se estenderá até o início de março de 2010.
 
Veja abaixo a nota do PCdoB:
 
 
O Partido Comunista do Brasil, vem a público proclamar que as declarações de Ademir Alves de Melo e Watteau Rodrigues, veiculadas por órgãos de imprensa no último dia 14 de dezembro, refletem única e exclusivamente suas posições pessoais e não representam a opinião do PCdoB.
 
As posições do Partido são tomadas por suas instâncias deliberativas e expressas através de sua representação legítima.
 
A propósito de declaração veiculada pela imprensa no dia 14.12.2009, sob o título:  “Ex-secretário do Planejamento diz que aliança com DEM deve tirar apoio do PCdoB à Prefeitura de JP”, entendemos que não se pode de pronto tirar tal conclusão. Temos claro que tanto Ricardo Coutinho quanto José Maranhão são aliados – e amigos – do PCdoB e receberam justificadamente nosso apoio em suas eleições, bem como apoiamos e participamos de suas administrações.
 
Esse apoio decorre do fato de ambos serem aliados históricos e amigos do Partido, bem como do caráter democrático de suas gestões e do compromisso com os interesses populares. O que poderia retirar o nosso apoio a essas administrações seria uma alteração de rumo político-administrativo que mudassem seu conteúdo. Mesmo que o PCdoB, em face de sua definição quanto à chapa que apoiará nas eleições majoritárias do próximo ano,  abdique da participação na administração de um dos dois governos, isso não deve significar retirada de apoio.
 
Quanto à definição do PCdoB em relação à política de alianças para as eleições de 2010, o Comitê Estadual em sua última reunião plenária, realizada em 05 de dezembro aprovou pela unanimidade dos 31 membros presentes, um processo e calendário de discussões, para assegurar de modo democrático e participativo, o posicionamento que melhor sirva aos projetos nacional e estadual dos comunistas. Esse processo que envolve a realização de reuniões das instâncias de direção, seminário e um Encontro Estadual se estenderá até o início de março de 2010.

João Pessoa, 14 de dezembro de 2009.
 
 
Agamenon Travassos Sarinho
Presidente Estadual do PCdoB

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.