Pastor Estevam defende fechamento de templos: “A Igreja somos nós”

Líder da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, o pastor Estevam Fernandes se pronunciou de maneira pública sobre a polêmica envolvendo o fechamento temporário de templos religiosos na Paraíba por causa do aumento de casos de coronavírus. Apesar de se declarar triste com a medida, Estevam pediu bom senso aos fieis para que respeitem a norma.

“A gente para um pouco em nome do bom senso, da vida e da esperança. Bom senso é a capacidade de sair de si e pensar nos outros. Os templos estão fechados, mas as igrejas, não. Nós somos a Igreja. Vamos aguardar porque isso vai passar, em nome de Jesus!”, disse ele em um vídeo publicado no perfil da Primeira Igreja Batista.

Nesta quinta-feira, 4, a Câmara de João Pessoa aprovou um projeto que inclui os templos religiosos como atividades essenciais na capital da Paraíba, proibindo seu fechamento mesmo durante a pandemia. A matéria seguiu para o prefeito Cícero Lucena (PP).

Leia mais:

Câmara aprova projeto que proíbe fechamento de igrejas em João Pessoa

Governador da Paraíba classifica de “leitura equivocada” polêmica sobre bares e igrejas; veja

Procurador critica flexibilização de funcionamento de igrejas: “É ridículo e corporativista”

Secretário de Bolsonaro critica fechamento de igrejas na Paraíba: “É inconstitucional”

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.