Parlacrem realiza sessão ordinária sobre trabalho, desemprego e geração de renda

O Parlamento Comum da Região Metropolitana de João Pessoa (Parlacrem-JP) realiza a sua segunda sessão ordinária nesta quarta-feira (12), na cidade de Santa Rita. Tendo como tema ‘Trabalho, Desemprego e Geração de Renda’, a sessão acontece às 9h30, no plenário da Câmara Municipal de Santa Rita, situada à Rua João Pessoa, 31, Centro.

O presidente do Parlacrem, vereador pessoense Tavinho Santos (PT), informa que o tema foi definido pelos integrantes do Parlamento Metropolitano levando-se em conta os altos índices de desemprego registrado na região polarizada pela Capital paraibana.

De acordo com dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged), do Ministério do Trabalho, de janeiro a junho deste ano, foram criados 22.848 postos de trabalho só na cidade de João Pessoa, mas nesse mesmo período ocorreram 20.300 demissões no município (38% das demissões no estado). A situação mais crítica é da cidade de Santa Rita, onde nos primeiros seis meses de 2009 foram criados apenas 1.327 empregos, enquanto 5.453 trabalhadores foram demitidos. A grande maioria das demissões em Santa Rita, segundo dados do Ministério do Trabalho, ocorreu entre os trabalhadores do setor da cana-de-açúcar.

Na prática, as demissões ocorridas no município de Santa Rita representam 10% do total das 54.117 demissões registradas em todo o estado da Paraíba. De janeiro a junho, foram criados no estado 46.563 postos de trabalho. O saldo ficou negativo em 7.554 vagas.

No mesmo período, em Cabedelo, o Caged aponta 1.883 admissões e 1.758 demissões; Rio Tinto, apenas 381 novos empregos, com 1.129 demitidos; em Bayeux, foram, 850 demissões contra 840 admissões; Alhandra, 413 novos postos de trabalho e 291 desligamentos; Conde, 232 admissões e 175 desligamentos; em Lucena, 159 novos postos, mas com 106 trabalhadores demitidos; Mamanguape, 78 admissões e 92 demissões; e Cruz do Espírito Santo registrou 71 demissões contra apenas 35 admissões.

“A falta de emprego é crítica em todos os municípios da Região Metropolitana de João Pessoa, mas pelos dados vemos que cidades como Santa Rita sofrem bem mais com a situação. Por isso escolhemos essa cidade para acolher a segunda sessão do Parlacrem”, justifica Tavinho, informando que o prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon (PMDB), já confirmou presença no evento de quarta-feira.

Também devem participar da sessão o presidente da Asplan, Raimundo Nonato Siqueira; o diretor Jurandir Guedes Vasconcelos, do CDL; do presidente da CUT, Luiz Silva; do superintendente da DRT, Inácio Machado; da presidente da FAC, Lúcia Braga; do presidente da Fecomérco, Marconi Medeiros; e do presidente da Fiep, Buega Gadelha.

E ainda: o diretor-geral do IBGE, Aniberto Mendonça de Melo; superintendente do Ideme, Achilles Leal; superintendente do Sebrae, Júlio Rafael; secretário do Desenvolvimento Sustentável e da Produção (Sedesp) da Prefeitura de João Pessoa, Raimundo Nunes; secretária estadual do Desenvolvimento Humano, Giucélia Figueiredo; gerente-executivo do Sine, Altamir Ribeiro; presidente do TRT, Edvaldo de Andrade; e Eduardo Ribeiro Coutinho, diretor da Usina São João.

A primeira sessão ordinária do Parlacrem-PB ocorreu no dia 8 de julho, no Auditório da Federação do Comércio de Bens e Serviços do Estado da Paraíba (Fecomercio), em João Pessoa, tendo como tema a área da segurança pública.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.