Paraibanos discutem ética na magistratura com ministra do STJ

A partir das 10 horas desta sexta-feira, 19, a ministra Eliana Calmon Alves, do Supremo Tribunal de Justiça, estará em João Pessoa para proferir palestra em encontro promovido pela Associação dos Magistrados Paraibanos (AMPB). O evento ocorrerá no auditório do Fórum Cível da Capital.

A ministra defende que a competência do magistrado se resume em duas palavras: independência e verdade. “A atividade da magistratura passou a ser fiscalizada pelos cidadãos, dela se exige posição de condutora da paz social, equilíbrio e coerência comportamental, ingredientes institucionais indispensáveis. Isso explica a repercussão que causa na sociedade um comportamento aético por parte dos magistrados e a reprovação coletiva que se estende à classe quando ocorre violação às regras de comportamento”.

Eliana Calmon, em texto publicado pela Escola Paulista da Magistratura (São Paulo, ano. 5, n.4, p.16-17, jun./2005), afirmou que “é indispensável quebrar paradigmas; o que significa erradicar um modelo que nos é cômodo e vantajoso; é erradicar o compadrio que nos facilita a vida, é assumir uma postura crítica a partir de nosso próprio agir; é, enfim, buscar essa dúvida, questionar diariamente nossas ações e omissões, cientes da responsabilidade que assumimos na magistratura”.

A palestra deve reunir cerca de 300 juízes que atuam na Paraíba, que estarão participando do XV Encontro de Magistrados Paraibanos, realizado pela AMPB de 18 a 20 de junho, em João Pessoa. O evento recebe o apoio do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) e da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.