Paraibano é condenado a devolver R$ 379 mil à CEF

O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou o ex-empregado da agência de Cabo Branco da Caixa Econômica Federal ao pagamento de R$ 379.808,27, valor atualizado, ao banco. Guilardo Antônio Barros Moreira de Carvalho foi responsável por desviar dinheiro da agência.

Segundo relatório, mesmo tendo tomado conhecimento do desaparecimento de dinheiro do caixa, Carvalho não tomou providência para que o dano fosse apurado. Ao contrário, no dia e horário marcados para a conferência, o ex-empregado não compareceu à agência e não apresentou justificativa.

O responsável também foi multado em R$ 5 mil e têm 15 dias para pagar a multa e o valor da condenação. O TCU ainda declarou o ex-empregado inabilitado, por dois anos, para o exercício de cargo em comissão ou de função de confiança na administração pública.

Cópia do acórdão foi enviada à Procuradoria da República na Paraíba. O ministro Raimundo Carreiro foi o relator do processo. Cabe recurso da decisão.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.