Paraibanas são presas em Operação policial em Alagoas

Uma operação do Ministério Público Estadual de Alagoas em parceria com a Polícia Militar desmantelou uma rede de prostituição em Maceió na madrugada de hoje.

A ação que faz parte da Campanha Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes fechou um motel, nove prostíbulos e prendeu 12 pessoas. O motel oferecia mulheres por meio de um catálogo entregue aos clientes na portaria.

De acordo com a Promotoria, muitas mulheres que faziam programas vinham de Estados vizinhos, como Pernambuco e Paraíba. Elas seriam atraídas para Alagoas com promessas de emprego.

"Ao que tudo indica, existe uma organização criminosa que opera em Alagoas com o tráfico de mulheres. Elas são contratadas em cidades do interior de outros Estados e trazidas com a promessa de emprego", afirmou o promotor Alfredo Gaspar de Mendonça.

Ainda segundo os promotores, o valor dos programas variava de R$ 5 a R$ 70. Já os prostíbulos cobravam entre R$ 10 e R$ 50 para o aluguel de quartos.

Os acusados podem responder pelos crimes de manutenção e favorecimento de casa de prostituição, tráfico interno de pessoas, além de exploração sexual de crianças e adolescentes.
 

 

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.