Paraibana que confessou ter queimado marido é condenada a 14 anos

Depois de um julgamento que durou mais de 11 horas e ocorreu em Campina Grande, a juíza Thana Michele Carneiro emitiu a sentença final contra Thaisy de Assis Montenegro, que foi condenada a 14 anos de prisão por ter jogado acetona e ateado fogo ao corpo do marido, Tércio de Andrade Ferreira. O crime aconteceu em 21 de outubro de 2019 no bairro das Malvinas e a mulher confessou o assassinato.

Ela alegou que estava embriagada e que agiu por ciúmes porque Tércio a teria traído. Em seu depoimento, Thaisy acrescentou que não pretendia matar, mas apenas “dar um susto” no marido que foi socorrido e levado ao Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas morreu depois de 12 dias de internação.

Thaisy estava em prisão domiciliar desde o dia do homicidio.

O promotor do caso, Osvaldo Lopes Barbosa, considerou que a pena imposta à ré confessa foi branda e pretende recorrer da decisão.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.