Pane na informática do TRE deixa para esta terça julgamento de Cássio

A ação contra o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), movida pela Coligação “Paraíba de Futuro”, através de Luciano Cartaxo, deveria ter sido julgado hoje à tarde pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), mas, uma pane no sistema de informática do TRE impediu a realização da sessão ordinária, que ficou restrita a assuntos de ordem administrativa. Assim, a ação deve ser analisada na sessão desta terça-feira, 13.

O secretário Judiciário, Fábio Siqueira, explicou que o presidente do TRE, desembargador Genésio Gomes Pereira Filho, chegou a abrir e depois encerrar a sessão por causa da impossibiidade de utilizar os computadores do tribunal.

Cássio responde a uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) impetrada pelo vice-governador do Estado, Luciano Cartaxo (PT) a respeito da efetuação de gastos excessivos com publicidade nos primeiros seis meses de 2006, pouco antes de disputar a reeleição. A acusação alega que em 2003 o Governo de Cássio empregou R$ 6.419.010.04 em publicidade. O valor teria subido para R$ 16.097.442,42 em 2004. No ano seguinte, 2005, foi de R$ 24.614.344,54. Finalmente, nos seis primeiros meses de 2006, os gastos somaram R$ 22.251.038,45.

O Ministério Público Eleitoral já acatou em parte a ação.  Os advogados de Cartaxo admitem pedir a impugnação de Cássio, caso a alegação seja aceita pelo TRE.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.