Pâmela Bório derruba portão e invade Granja Santana; Veja vídeo

A jornalista Pâmela Bório invadiu na noite desta quinta-feira (22) a Granja Santana, residência oficial do governador Ricardo Coutinho. A denúncia foi confirmada pelo advogado do governador, Sheyner Asfora, ao ParlamentoPB. Imagens de uma câmara de vídeo mostram o momento em que o carro de Pâmela avança contra o portão da granja.

Ele contou que Pâmela deveria pegar o filho na escola e na escolinha de futebol, o que não aconteceu. Como já passava das 20h o garoto foi levado para a Granja Santana.

“Como não tem permissão para entrar na granja, ela ficou buzinando, fazendo confusão na frente e derrubou o portão da Granja, invadindo a residência do governador.

Segundo o advogado, Pâmela se atrasou porque estava em um evento político em Campina Grande para Jair Bolsonaro.

Ele disse que foi feito um Boletim de Ocorrência do caso e que também já foi feita uma perícia técnica na Granja para comprovar os danos causados pela jornalista. Segundo ele, foi instaurado um inquérito policial pelo dano causado por Pâmela Bório ao patrimônio público.

Sheyner Asfora divulgou uma nota em que relata o episódio.

Já a jornalista Pâmela Bório, em um vídeo divulgado nas redes sociais disse que estava em Campina e quando chegou na escolinha para pegar o filho o garoto tinha sido levado para a Granja Santana. Ela disse que tinha o direito de levar o filho e por isso foi pegar o garoto na residência oficial do governador.

Leia íntegra da nota do advogado do governador:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O governador Ricardo Vieira Coutinho, através do seu advogado Sheyner Asfóra, diante de inverdades veiculadas, vem à público noticiar e esclarecer o que se segue.

Na noite de ontem (dia 22), a jornalista Pâmela Bório, num ato violento e injustificável, invadiu a residência do meu constituinte e governador Ricardo Vieira Coutinho. Na ocasião, a Srª Pâmela Bório, dirigindo o seu próprio veículo, forçou e quebrou o portão de acesso da Granja Santana (conforme mostram as imagens) seguindo, dessa forma, para o interior da residência sem qualquer autorização e colocando em risco a segurança daquele ambiente governamental.

O ato, por si só, além de ser penalmente reprovável, demonstra a marca do seu comportamento e todo o seu desdém com as leis, com as instituições e com a Justiça.

O lamentável fato já foi relatado em Boletim de Ocorrência e será objeto de apuração/responsabilização – através de processo-crime – a ser conduzida pelo Poder Judiciário paraibano.

Toda a fúria da Srª Pâmela Bório foi reflexo do seu negligente comportamento para com o filho. Explica-se. A Srª Pâmela Bório, que se encontrava na cidade de Campina Grande participando de atividade política para Jair Bolsonaro e, por este motivo, não foi buscar o próprio filho na escola e nem na escolinha de futebol como é de sua responsabilidade e obrigação.

Diante da sua desídia e ao tomar conhecimento que ele (o seu filho), em fiel cumprimento a ordem judicial, já estaria na casa do seu pai (lar de referência) por já ter passado das 20h00, ela se dirigiu à Granja Santana para protagonizar mais um grave atentado à lei, dessa vez e como já relatado, invadindo com o seu veículo a residência oficial do governador Ricardo Coutinho forçando e passando pelo portão causando, dessa forma, dano ao patrimônio público.

Lamenta-se que o referido episódio tenha sido perpetrado por alguém que, há anos, ataca a honra e a imagem do Sr. Ricardo Coutinho com calúnias, difamações e injúrias e que, agora, revelando mais uma faceta da sua personalidade, invade o seu domicílio com destruição da coisa pública.

São esses os esclarecimentos em torno do ocorrido e que se registre que seguimos acreditando no Poder Judiciário da Paraíba no sentido de que se possa responsabilizar a Srª Pâmela Bório por todas as suas condutas que atentam contra a pessoa de Ricardo Coutinho, pois, como se demonstra, a mesma já ultrapassou todos os limites delimitados pela legislação brasileira. Não se pode admitir tantos ataques sem a imposição de nenhuma reprimenda.

SHEYNER ASFÓRA
Advogado do governador Ricardo Coutinho

1 comentário

  • Sonia Paulino
    11:52

    Essa desequilibrada já provou várias vezes que é incapaz de cuidar de uma criança. Tá sempre armando barraco, uma vergonha para as mulheres paraibanas. Nunca devia ter sido a primeira dama. Não soube valorizar o marido que tinha e nem respeitar o filho que tem e nem o nosso Estado pois vive desrespeitando o Governador do Estado. Se não teve tempo de buscar o filho porque estava fazendo campanha para outro candidato só para afrontar o pai do seu filho por que não esperou para o dia seguinte para pega-lo. Prefere fazer mais uma palhaçada dessa. Ela tem que arcar com o que destruiu do Patrimônio Público, pois pertence a todos nós e ela não tem o direito de sair por ai destruindo.

Comentários