Oswaldo Filho se afasta do Ministério na terça

O procurador-geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, vai se afastar do comando do Ministério Público da Paraíba na próxima terça-feira. Ele decidiu se licenciar do cargo, até o final de julho, para se candidatar à reeleição, no processo eleitoral para escolha da lista tríplice, da qual sairá o chefe da ProcuradoriaGeral de Justiça da Paraíba para o biênio 2011/2013.

 
Durante o período de licença de Oswaldo Trigueiro, quem ficará à frente do Ministério Público Estadual e dará as coordenadas para deflagração do processo eleitoral será a subprocuradora Kátia Rejane de Medeiros Lira Lucena. Ela será a responsável por designar o procurador e os dois procuradores que vão formar a comissão eleitoral, bem como tomar as providenciais cabíveis para divulgação do edital de abertura para inscrições de chapa do pleito, que será realizado em 27 de julho, e a realização de todo processo.
 
Oswaldo Trigueiro, que concorrerá à reeleição encabeçando a chapa “Consolidando Avanços”, decidiu se licenciar do cargo, como forma de se desincompatibilizar da função e para se dedicar exclusivamente a campanha, a qual vai começar a partir de terça-feira cumprindo uma agenda de visitas ao interior do Estado e na Capital, para apresentação de suas propostas e a construção de um programa democrático.
 
Além de Trigueiro, também integram a chapa “Consolidando Avanços”, o subprocurador geral Nelson Lemos e pelo secretário-geral do MPPB, Bertrand Asfora. Os dois também vão se licenciar dos seus respectivos cargos para se dedicarem a campanha.
 
No entanto, antes de licenciar-se, Oswaldo Trigueiro vai apresentar um balanço do Planejamento Estratégico que vem sendo implementado no Ministério Público Estadual em sua administração. A apresentação será feita na próxima segunda-feira, às 15h, no auditório do MPPB, onde ele promete detalhar as principais ações e os principais avanços obtidos no órgão e a necessidade de dar prosseguimento a este projeto.
 
“Além do Planejamento Estratégico que está em curso, há mais de 16 projetos nas áreas sociais com os quais estamos fortalecendo as ações fins do Ministério Público. Na área meio, nossos esforços estão concentrados para o aperfeiçoamento de nossas ações e a estruturação da instituição, como forma de levá-la cada vez mais perto dos cidadãos”, argumentou.
 
Oswaldo Trigueiro lembrou, ainda, que na eleição passada, quando se credenciou para disputa sua meta era de não disputar a reeleição, mas acabou mudando de idéia por conta dos apelos que recebeu para dar continuidade às ações iniciadas por sua gestão à frente do MPE. “De fato não tinha a pretensão de concorrer à reeleição, mas fui convencido pelo grupo que trabalha comigo da necessidade de darmos continuidade a esse trabalho, que ganhou força em todo o Estado e está tendo grande alcance social”, declarou.
 
A partir da próxima terça-feira, após passar o comando do MPPB, por mais de 40 dias, às mãos da subprocuradora geral substituta Kátia Rejane, Oswaldo e os demais integrantes de sua chapa, também licenciados, prometem percorrer todo o Estado, para se reunir com os promotores de justiça, com o objetivo de construir um projeto para a futura gestão de forma democrática e participativa.
 
 
 
Correio da Paraíba
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.