Orçamento de R$ 1,7 bilhão é aprovado na CMJP

A Prefeitura de João Pessoa terá um bilhão e 700 milhões para o exercício financeiro de 2012. O projeto de lei foi aprovado hoje, por unanimidade, durante uma longa sessão na Câmara Municipal. O projeto será encaminhado ao prefeito Luciano Agra que poderá vetar as emendas ou sancionar o Projeto de Lei do Orçamento, igual como foi aprovado pela Câmara.

A Prefeitura prevê investimentos em setores como educação e saúde acima dos limites constitucionais. Além de investimentos e obras de infraestrutura saneamento básico, recuperação e calçamento de ruas, moradia e o custeio da máquinas.

O vereador Fernando Milanez (PMDB), se retirou do plenário, após a votação da Zona de Interesse Social (ZEIs) do bairro São José, com a justificativa de que o acordo feito em reunião da mesa diretora e o Colegiado de Líderes não havia sido cumprido. Milanez disse que tinha ficado acertado que a ZEIs do São José seria retirada de pauta para que uma discussão mais aprofundada sobre a proposta fosse feita, posteriormente, com a comunidade.

“O acordo foi quebrado e nós nos retiramos do plenário. Nós tínhamos definido, em reunião, que a Zeis do bairro São José sairia da pauta para que o assunto fosse debatido por mais tempo”, declarou o peemedebista.

O presidente da Comissão de Orçamento e Finanças (COF), vereador Aristávora Santos (PTB), lamentou que um compromisso acertado, com antecedência, tenha sido descumprido. “Pela primeira vez, na história da Casa, nós presenciamos um ato como esse. É lamentável”, ressaltou.

O vereador Marcos Vinícius (PSDB) revelou, por sua vez, “que uma ligação misteriosa e de última hora fez com que o líder da situação, vereador Bruno Farias (PPS), mesmo tendo aprovado o acordo, orientasse, no plenário, toda a bancada governista a votar a favor do projeto. Ele fez questão de enaltecer, entretanto, a postura corajosa e honesta dos vereadores Felipe Leitão (PP), que votou contra, e Raíssa Lacerda (PSD), que se absteve da votação”.

Alguns oposicionistas, como Tavinho, Milanez e Dinho, voltaram atrás da decisão e retornaram ao plenário apenas para parabenizar o trabalho feito pelo vereador Jorge Camilo (PT), na relatoria do Orçamento, e destacar a importância da peça orçamentária para o Município. “Não poderíamos aproveitar esse momento para parabenizar a Casa que trabalhou até a véspera do início do recesso parlamentar (dia 30) e o empenho do relator Jorge Camilo”, finalizou Fernando Milanez.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.