Oposição se divide sobre verba social e empréstimo, que não será votado hoje

Cláudia Carvalho

A reunião realizada ontem pelos deputados de oposição ao governo Maranhão III terminou sem consenso em relação aos dois temas pautados: a verba social e o pedido de empréstimo do Governo. Por causa da ausência de um posicionamento unido, um outro encontro foi agendado para acontecer hoje, às 11 horas, no Hotel Quality Faraó, no Cabo Branco. Desta vez, os parlamentares de situação foram convidados a participar.

Na bancada oposicionista, há vários deputados que defendem a aprovação do empréstimo ao Governo. No encontro de ontem, eles não se mostraram convencidos de que devessem mudar de ideia. Desta forma, a maioria da oposição deve optar por adiar, enquanto puder, a votação da matéria em plenário.

Hoje, em conversa com o Parlamentopb, o deputado Zenóbio Toscano declarou que não há pressa para a votação do projeto de lei do Executivo: "O pedido de empréstimo tem prazo de 15 dias para ser votado e ele não vai a plenário antes de passar pelas comissões. Nos reuniremos hoje para apreciar o texto e ele pode seguir para a comissão de orçamento. Hoje, não acredito que ele possa ser votado".

Verba social – O outro tema abordado pelos oposicionistas também não obteve um denominador comum. A ação do Governo da Paraíba pedindo a inconstitucionalidade do benefício dividou os deputados. Uma ala defende o encaminhamento de recurso ao Supremo Tribunal Federal, onde o ministro César Peluso concedeu uma liminar suspendendo a lei que criou a verba. Outra parte da oposição acha que a lei deve ser extinta de uma vez, poupando o legislativo paraibano do desgaste gerado pela exposição do tema.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.