Oposição pede informações sobre reforma do Ponto de Cem Réis

Os vereadores Marcos Vinícius, Hervázio Bezerra e Dr. Luiz Flávio apresentaram hoje um requerimento solicitando informações sobre a reforma realizada pela Prefeitura de João Pessoa na Praça Vidal de Negreiros, mais conhecida como Ponto de Cem Réis. Os parlamentares querem saber como foram investidos os R$ 1,7 milhão alocados para a obra e levantam a suspeita de que a reforma teria sido irregular por causa de um suposto tombamento do local. Para averiguar essa tese, eles também pediram um parecer do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep).

"Não estamos dizendo que houve superfaturamento na obra do Ponto de Cem Réis. Isso seria leviano. Nós queremos analisar os números e verificar se os quase R$ 2 milhões foram bem aplicados. O valor é alto e, a olho nu, não enxergamos onde esse dinheiro foi aplicado. Outra dúvida é se a área está incluída no tombamento que foi feito ao Centro Histórico. Se isso aconteceu, a Prefeitura praticou um outro crime", disse Marcos Vinícius.

O líder do prefeito, vereador Tavinho Santos (PTB) minimizou as queixas da oposição e disse que o requerimento dos colegas não tem razão de ser: "Esse requerimento já morre no nascedouro porque o processo licitatório é público e os dados estão no Sagres. O que a Prefeitura fez foi um grande resgate histórico para devolver o largo à população pessoense". 

Ontem, na Rede Paraíba Sat, o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) fez um desafio aos vereadores de oposição para que provassem qualquer irregularidade na licitação do Ponto de Cem Réis. Ao mesmo tempo que negou ilicitude, Ricardo disse que os parlamentares são "totalmente desmoralizados".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.