Oposição apresenta agenda que adia votação de empréstimo por uma semana

O deputado Manoel Ludgério, líder de Oposição na Assembleia Legislativa, já elaborou e vai apresentar na próxima segunda-feira uma sugestão de agenda para os trabalhos legislativos. Ao invés de votar em uma só sessão na terça-feira, 7, as matérias pendentes, ele prevê uma semana repleta de discussões na Casa de Epitácio Pessoa. Se a proposta do líder oposicionista for acatada, o projeto que pede a autorização para que o Governo contraia um empréstimo de R$ 191 milhões só seria votado na próxima terça-feira, 14.

Ludgério revelou com exclusividade ao Parlamentopb o teor de sua proposta:

"Vou apresentar na segunda-feira à mesa diretora e à comissão de constituição e Justiça uma proposta para que façamos uma audiência pública com o secretário de Finanças, Marcos Ubiratan, na terça-feira, 7. No dia seguinte, a quarta-feira, dia 8, votaríamos a Lei de Diretrizes Orçamentárias, a LDO. Já na quinta-feira, seria apreciada a PEC que extingue o Tribunal de Contas dos Municípios. Finalmente, na terça-feira, dia 14, levaríamos a plenário o pedido de empréstimo ao BNDES", explicou ele, acrescentando uma provocação ao bloco de situação: "Espero que a bancada do Governo compareça a todas as sessões, inclusive à que trata do fim do TCM".

No início da semana, os deputados aliados do governador José Maranhão chegaram a fazer um protesto na Assembleia contra a demora na apreciação do pedido de empréstimo. Não houve trabalho no legislativo estadual esta semana por causa dos serviços de manutenção nos arcondicionados do plenário e também da implantação do painel eletrônico da Casa. Os situacionistas, contudo, acusam a mesa diretora de armar uma situação para adiar a votação da matéria, que é tratada pelo Governo da Paraíba como prioridade.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.