Operação prende quatro acusados de assassinato no moinho de Cabedelo

A Polícia Civil da Paraíba, por intermédio do Núcleo de Homicídios e Repressão Qualificada de Cabedelo deflagrou nesta quinta-feira, 5, a Operação Sanguinarys II, na qual foram cumpridos quatro mandados de prisão preventiva contra perigosos homicidas atuantes na cidade. A investigação teve como objeto o latrocínio de Jair Tadeu Romualdo, assassinado a paulada, no antigo Moinho de Cabedelo, pelo fato dos criminosos quererem ficar com a casa, o dinheiro e demais objetos da vítima.

O caso chamou atenção pelo fato do corpo da vítima ter sido escondido no Moinho, só sendo encontrado pela equipe de investigação, já em estado esquelético, meses após o fato. Na oportunidade, o Instituto de Polícia Científica realizou avançada análise odontolegal (com uso de tecnologia 3D) para identificação dos restos mortais.

Um dos acusados, o qual havia foragido após o crime, foi preso na cidade de São José da Mata e os demais no bairro Portal do Poço, em Cabedelo.

A operação que contou com apoio do Instituto de Polícia Científica, da Inteligência da Polícia Civil e da Inteligência do Sistema Penitenciário faz parte da nova sistemática adotada pelo Núcleo de Homicídios e Repressão Qualificada no sentido de, rotineiramente, prender perigosos criminosos atuantes no município de Cabedelo, o que só está sendo possível a partir do atuação do Ministério Público e Poder Judiciário na concessão dos mandados de prisão.

Os presos foram encaminhados à Central de Polícia de João Pesssoa.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.