Operação Calvário bloqueia bens de Ricardo e Arthur; veja relação

O ex-governador Ricardo Coutinho, candidato a prefeito de João Pessoa pelo PSB, teve R$ 2,2 milhões bloqueados nesta terça-feira (27) por determinação da Justiça no âmbito da Operação Calvário. Além dele, também foram bloqueados bens do ex-procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro e do conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Arthur Cunha Lima, entre outros.

Os bens bloqueados hoje, por determinação do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Francisco Falcão, totalizam R$ 23,4 milhões.

Arthur Cunha Lima foi o alvo da nona fase da Operação Calvário deflagrada hoje pela Polícia Federal.

Dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos em João Pessoa, Cabedelo, Sergipe e em Brasília/DF, na nova fase deflagrada hoje pela Polícia Federal, o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba (MPPB), a Controladoria-geral da União (CGU) e o Ministério Público Federal (MPF) para investigar a atuação de organização criminosa por meio da contratação fraudulenta de Organizações Sociais (OS), para gerir os serviços essenciais da saúde e da educação no Estado.

O objetivo de hoje é robustecer o conjunto probatório de situações detectadas nas fases anteriores, principalmente no tocante aos indícios de crime de lavagem de dinheiro, havendo a utilização de recursos em benefício de empresários e agentes públicos.

Confira a relação de pessoas e empresas cujos bens foram bloqueados:

Ricardo Vieira Coutinho – Ex-governador da Paraíba – R$ 2,28 milhões

Gilberto Carneiro da Gama – Ex-procurador-geral do Estado da Paraíba – R$ 2,28 milhões

Arthur Paredes Cunha Lima – Conselheiro afastado do TCE-PB – R$ 2,28 milhões

Arthur Paredes Cunha Lima Filho – Filho de Arthur Cunha Lima – R$ 2,28 milhões

Diogo Maia da Silva Mariz – Advogado – R$ 2,28 Milhões

Sérgio Ricardo de Ribeiro Gama – Ex-chefe de gabinete de Arthur Cunha Lima – R$ 1,01 milhão

Sérgio Ricardo de Ribeiro Gama Filho – Ex-chefe de gabinete de Arthur Cunha Lima – R$ 1,01 milhão

Lúcio Paredes Cunha Lima – Irmão de Arthur Cunha Lima – R$ 1,01 milhão

Keydison Samuel Sousa Santiago – Suposto operador financeiro do grupo – R$ 2,6 milhões

Maia & Mariz Advogados Associados – R$ 2,28 milhões

SG Construções e Locações de Máquinas e Equipamentos LTDA – R$ 1,01 milhão

Cidade Inteligente Goiana Construções SPE – R$ 1,01 milhão

Seven Software Sistemas e Serviços LTDA – R$ 1,01 milhão

Sumário Editora, Comércio e Distribuidora de Livros, Revistas e Periódicos, Representações e Gráfica LTDA – R$ 1,01 milhão

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.