Novo Secretário diz que bolsa era dividida entre padrinho e atleta

O novo secretário de Juventude, Esportes e Lazer do Governo da Paraíba, Fábio Maia, revelou uma denúncia grave ontem à Rede Paraíba Sat. Ele disse ter recebido informações segundo as quais a concessão do benefício do Bolsa Atleta acontecia sem critérios objetivos na gestão de José Maranhão (PMDB). Ainda segundo Fábio, os atletas contemplados teriam dito que os valores eram "rachados" com presidentes de federações ou "padrinhos", que articulavam a inclusão deles no programa.

– O padrinho ficava com uma parte e o atleta com outra. Vamos apurar. Tinha gente que recebia 10 bolsas. São estes tipos de denúncias que recebemos. Se for verdade, vamos querer que os responsáveis sejam punidos, responsabilizados e devolvam os recursos. A Bolsa Atleta é o que mais nos tem preocupado. Nós encontramos Ednalva Laureano na feira porque não havia incentivo do Governo para desenvolver sua potencialidade. Depois disso, deram uma gratificação, que era um cala a boca. O que ela queria era o que a lei permitia, treinar e representar a Paraíba tão bem. Há atrasos de três meses no pagamento, em alguns casos.

Maia acrescentou que outra preocupação é a Copa de 2014, já que a Paraíba não teria organizado um projeto para ser confirmada como subsede.

– A Paraíba não pode ficar à margem de uma situação em que o Brasil está em evidência dos maiores eventos esportivos do mundo. A Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro. A Paraíba não está sequer organizada para apresentar seu protocolo para a Copa, mesmo estando entre duas sedes.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.