Nonato desmente boato sobre coordenação de campanha de Cássio

O vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira (PPS), afirmou não passar de boato a especulação segundo a qual estaria encarregado da coordenação de campanha do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) ao Governo do Estado. "Esse foi mais um dos boatos inventados neste fim de ano sobre mim. Eu faço parte de uma gestão e teria que deixá-la para coordenar qualquer campanha. É uma questão ética e eu sempre agi assim. E eu não pretendo deixar a prefeitura. Além disso, há uma questão legal e eu não poderia coordenar campanha e ser candidato, havendo uma grande possibilidade do PPS aprovar meu nome para a disputa de um mandato eletivo".
 
Nonato acrescentou haver "muitas dificuldades" num eventual processo de reaproximação entre seu partido, o PPS, e o PSB de Ricardo Coutinho e comentou o convite recebido por ele e vindo de Edvaldo Rosas para debater as eleições de 2014.
 
"Eu fui procurado pelo presidente do PSB para reproduzir uma aliança nacional e não poderia me furtar a conversar. Mas eu disse que havia muitas dificuldades. O partido, o PPS, ainda vai se reunir para avaliar isso, mas todo mundo sabe meu posicionamento".
 
A respeito de uma eventual negociação em troca da indicação de cargos por parte do presidente do PPS no Governo do Estado, Nonato descartou:
 
"Não indiquei cargos e acho que isso surgiu porque as pessoas estão muito acostumadas com essa política oligárquica e assistencialista que acham que todos agem assim. Esse não é meu perfil. Nem mesmo conversei com o governador. Aliás, desde o dia 5 de abril de 2012 que eu não troco três palavras com Ricardo Coutinho nem por telefone, nem por mensagem por Twitter, nem Facebook, nem coisa alguma. Não haveria problema algum se tivesse trocado e eu diria tranquilamente, mas isso não ocorreu", disse Nonato.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.