Nonato defende apuração de denúncia de Tião Gomes sobre adesão de Elson

O jornalista Nonato Bandeira, chefe de gabinete da prefeitura de João Pessoa, defendeu hoje uma apuração cuidadosa do teor das queixas externadas pelo ex-deputado Tião Gomes (PSL) em relação à adesão à base governista do prefeito de Areia, Elson Cunha Lima. Tião, adversário de Elson, disse que a integração do gestor ao arco de alianças de José Maranhão (PMDB) se deu pelo medo de sofrer uma cassação.

Segundo Bandeira, o fato de o processo contra Ricardo Coutinho (PSB) ter sido reaberto na semana passada pelo TRE pode ter uma relação com as declarações de Tião, que é aliado do governador José Maranhão. "Eu não deixou de me indignar com essa declaração de Tião Gomes. Isso é grave demais. Quer dizer que o governador tem o poder de parar ou avançar processos na Justiça Eleitoral? Quem disse foi um agente público ligado ao Governador", disse ele, em entrevista ao programa televisivo Alex Filho Com Você.

O processo a que Nonato fez referência acusa o prefeito da capital de ter cometido crime eleitoral ao distribuir brindes na campanha de 2008 durante uma festa promovida pelas empresas de ônibus em homenagem ao Dia dos Motoristas. A ação havia, anteriormente, sido arquivada e considerada uma "armação".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.