Nonato aconselha candidato governista a se viabilizar

O secretário de Comunicação Institucional do Governo do Estado, Nonato Bandeira, revelou em entrevista à Rede Paraíba Sat, que o governador Ricardo Coutinho (PSB) aguarda que um dos deputados de sua base consiga se viabilizar para a presidência da Assembleia Legislativa do Estado. Segundo o jornalista, a campanha não terá a ingerência do chefe do executivo, que não estaria disposto a "colocar um candidato embaixo do braço" e pedir votos para seu aliado.

– O candidato preferido de Ricardo Coutinho é aquele que se viabilizar. Notadamente, queremos que seja da nossa base. Mas, o governador não vai botar um candidato embaixo do braço e sair dizendo que aquele é seu candidato para impor o nome à Assembleia. De jeito nenhum. O candidato terá que se viabilizar entre seus pares. O governador, evidentemente, endossará o candidato de preferência, de consenso, como foi quando ele era deputado e vereador. O governador não tem veto a qualquer veto. Todos os 36 deputados estaduais têm o direito de disputar. O governador não vai fazer cavalo de batalha e nem interferir. Ricardo Coutinho não quer candidatos que travem batalhas e nem que coloquem um poder contra o outro. Ele defende um diálogo com os demais poderes.

Sobre o atual presidente da Assembleia, Ricardo Marcelo (PSDB), Nonato disse que o tucano é da base do Governo, já que é filiado ao PSDB de Cássio Cunha Lima.

– Ele é do PSDB e o partido apóia o Governo, faz parte do Governo.

Finalmente, Nonato Bandeira declarou que o governador quer ser chamado apenas para "selar o acordo" e lembrou que o PSB teve uma experiência "muito dolorosa" com eleições legislativas. Ele se referiu à articulação feita pelo então prefeito Ricardo Coutinho para levar Nadja Palitot à presidência da Câmara de João Pessoa em 2004. Na ocasião, o vereador neófito Severino Paiva, então filiado ao PMDB, se aliou à oposição e acabou sendo eleito no lugar da advogada, que começou naquele momento a nutrir grande insatisfação em relação ao prefeito.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.