No segundo dia consecutivo, AL não vota matérias por falta de quorum

No segundo dia consecutivo esta semana, a Assembleia Legislativa não consegue, por falta de quorum, votar as matérias que já estão incluídas na pauta de votação. Ontem foi a mesma coisa. Durante a sessão desta quarta-feira, apenas 18 parlamentares se encontravam em Plenário. Um número insuficiente para realizar votações. Isso irritou o líder do Governo na Casa, Gervásio Filho (PMDB), que voltou a criticar duramente a falta de gerência nas Comissões de Constituição e Justiça (CCJ), presidida pelo deputado Zenóbio Toscano (PSDB), e Comissão de Orçamento e Finanças (COF), presidida pelo deputado Dunga Júnior (PTB).

“O atraso na votação das matérias é fruto das manobras que estão implantadas nas comissões”, declarou Gervásio Filho. Ele entende que, nesse caso, o deputado Zenóbio não é dono do Legislativo e cabe ao Plenário, que é soberano, votar os projetos e requerimentos de interesse da Paraíba e dos parlamentares. “Zenóbio não é dono da razão nem da verdade. A responsabilidade do que vem acontecendo é de todos os parlamentares. Todos nós temos a obrigação de cobrar a votação das matérias”, acrescentou.

Para Gervásio, os deputados deveriam, nesse momento, se unir e cobrar da Mesa Diretora na próxima sessão, desde que tenha quorum, que o reajuste de R$ 587 milhões do governo estadual seja votado em Plenário, com ou sem a presença do presidente da CCJ, Zenóbio Toscano. “Não podemos ficar esperando a boa vontade de Zenóbio”, disse. O peemedebista acredita que depois da discussão sobre o remanejamento a próximo embate a ser travado na Casa será a apreciação e votação da Lei Orçamentária Anual do Governo para o exercício de 2010. 
           
O líder governista voltou a afirmar que o presidente da CCJ só tem um pensamento que é o de procrastinar e protelar as ações do Governo de José Maranhão. “Esse tem sido a rotina da comissão. É uma estratégia muito perigosa que a população vem percebendo”, concluiu.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.