Ney defende união de Cássio e Ricardo para derrotar “coronel”

O ex-senador Ney Suassuna (PP) está na Paraíba hoje para compromissos familiares, mas concedeu uma entrevista ao Paraíba Agora da Rádio 101 FM na qual tratou seu ex-aliado José Maranhão (PMDB) como "coronel". Ele disse que vai intensificar sua estada na Paraíba a partir do mês que vem, quando pretende percorrer várias cidades e conversar com as lideranças locais. Em outro ponto da conversa com os apresentadores do programa, Cláudia Carvalho e Célio Alves, Ney disse que Ricardo Coutinho e Cássio Cunha Lima devem se unir para derrotar "um coronel que trata tudo como se dele fosse. Sem uma união das oposições, não teremos vitória. A oposição tem que ter inteligência para sair dessa polarização".

Suassuna filiou-se no início do mês passado ao PP e pretende disputar uma vaga ao Senado na chapa de Ricardo Coutinho. Na semana passada, o PP realizou no Hotel Garden um encontro estadual no qual foi sentida a ausência do ex-senador. Ele declarou que não compareceu porque estava nos Estados Unidos: "Diferentemente da maioria dos políticos da Paraíba, que vive exclusivamente de política, eu tenho uma vida empresarial e não dependo da política. A mensagem que a Paraíba me deu foi que deixasse a política por um tempo. Agora, vou visitar cidade por cidade nesse mês de dezembro".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.