Nadja recua e apela que feministas não protestem contra Alexandre Pires

A deputada estadual Nadja Palitot (PSL) fez hoje um apelo para que o Movimento em Defesa das Mulheres na Paraíba e outros segmentos não realizem manifestações contra o cantor mineiro Alexandre Pires que está em João Pessoa para fazer um show à noite no Forrock. Nadja declarou que deve ser concedido ao artista o benefício da dúvida por ele ter afirmado publicamente, em uma emissora de rádio e televisão da capital paraibana, que não falou mal e nem discriminou as mulheres paraibanas.
 
Alexandre Pires declarou que tem sido vítima de um boato graças a um empresário pernambucano que teria vendido um show em Recife sem a autorização do artista. A partir da capital pernambucana teria sido criada uma estória a respeito do teor de uma entrevista ao programa do Jô na qual ele teria falado mal das mulheres da Paraíba, chamando-as de vulgares. Falando para o Rede Verdade, da TV Arapuan, Pires disse que tudo isso não passava de calúnia e difamação. Ele contou que esse empresário chegou a espalhar esse boato em vários outros estados nordestinos, como Pernambuco e Ceará. Pires admitiu até processar também a deputada.

Para Nadja Palitot, nesse caso deve prevalecer o bom senso em torno do episódio: "Quando uma pessoa, e aí um artista de renome nacional, vai a uma emissora de rádio de qualquer lugar do país e afirma, publicamente, admitindo inclusive entregar os 20 anos de carreira, que não fez nenhum tipo de discriminação contra a mulher nordestina, nós temos que dar ao cantor Alexandre Pires o benefício da dúvida. Eu já me comuniquei com uma das lideranças da marcha de mulheres para que suspenda qualquer manifestação contra Alexandre no show que ele vai fazer hoje no Forrock”, informou.

A parlamentar sugeriu que o cantor, para obter mais sucesso na carreira, convivência com as paraibanas e as nordestinas, de um modo geral, poderia contribuir, com a melhoria e atendimento do Hospital Napoleão Laureano, que trata de pacientes portadores de câncer. “Ele está fazendo um show de grande sucesso e poderia dar essa contribuição, por mais modesta que fosse. Seria um grande gesto dele. E finalmente esse assunto seria encerrado de uma vez por todas”, ressaltou.

Nadja considera, inclusive, que as manifestações foram positivas, para que o caso ficasse devidamente esclarecido. "Eu acho que as nossas manifestações foram positivas. Não só a minha, como de movimentos feministas e de outras pessoas para que isso ficasse devidamente esclarecido. Foi muito importante que o próprio cantor viesse a público esclarecer essa estória”, comentou.

Sobre a possibilidade de ser processada pelo cantor, a deputado foi enfática: “Tenho imunidade parlamentar”.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.