Na posse do presidente do PT de Patos, Ricardo diz que queria Couto na chapa

A posse do novo presidente do PT municipal de Patos, Everaldo Nunes Martins, ocorreu hoje, na Associação Comercial da cidade e se deu seis meses depois da eleição por causa de divergências entre os setores petistas em relação à composição do diretório municipal. Com o fim do impasse, o novo dirigente declarou que seu partido sofre da "maldição de Babel":

– A maldição de Babel acabou no PT porque todos falavam línguas diferentes. Hoje, todos foram unânimes em querer minha participação.

A solenidade de posse contou com a presença do deputado federal Luiz Couto (PT) e o ex-petista Ricardo Coutinho (PSB), que falaram para lideranças de 10 municípios da região, militantes petistas, de sindicatos e de movimentos sociais.

O ex-prefeito da Capital, Ricardo Coutinho, além de falar de sua intenção de levar um projeto de desenvolvimento econômico que beneficie todo o Estado, aproveitou a ocasião para reiterar sua vontade de ter Luiz Couto figurando em sua chapa majoritária nas eleições deste ano.

Já o deputado Luiz Couto, disse que a Paraíba precisa sair da estagnação e iniciar um processo de modernidade e desenvolvimento econômico igual ao modelo implementado por Ricardo Coutinho quando esteve à frente da Prefeitura de João Pessoa. Couto disse que apesar de se dispor a candidatar-se à reeleição de deputado federal, colocou o seu nome à disposição da Direção Nacional do PT para que avalie o convite feito pelo pré-candidato do PSB para figurar em sua chapa majoritária.     

Também estiveram presentes à posse de Everaldo Nunes, o presidente municipal do PT, Antonio Barbosa, o secretário de Desenvolvimento Urbano de João Pessoa, Lúcius Fabiane, o dirigente estadual do PT, Wallene Cavalcanti, e presidentes do PT de Cacimba de Areia, Quixaba, Teixeira, Taperoá, Areia de Baraúnas, Condando, Santa Terezinha, São José do Bonfim, Passagem.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.