Na Paraíba, Bolsonaro diz que “vagabundo” é elogio para Renan Calheiros; veja

Em visita à Paraíba na manhã desta quinta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro fez duros ataques ao senador Renan Calheiro (MDB), relator da CPI da Covid. Segundo Bolsonaro “vagabundo” é elogio para o parlamentar emedebista.

 

Durante pronunciamento, ele criticou o relatório final da CPI da Covid, entregue ontem (20) pelo senador Renan Calheiros, que pediu o indiciamento do presidente e de mais 65 pessoas, além de duas empresas, por um total de 23 crimes.

“Relatório da CPI comandado por Renan Calheiros!!!”, questionou Bolsonaro. Correligionários que ouviam o pronunciamento gritaram “vagabundo”, em relação a Renan.

Bolsonaro então declarou: “Não, não chamem o Renan de Vagabundo. Vagabundo é elogio pra ele”. Ainda segundo Bolsonaro, “não há maracutaia em Brasília que não esteja o nome de Renan envolvido”.

Ainda em seu pronunciamento, ele voltou a defender o chamado “tratamento precoce” contra a Covid, sem eficácia contra a doença.

Bolsonaro veio à Paraíba, no município de São José de Piranhas, inaugurar o último trecho do canal do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Bolsonaro chegou a São José de Piranhas de helicóptero, vindo de Juazeiro do Norte. De São José de Piranhas, após a solenidade, ele irá para Sertânia e depois, para Campina Grande, também de helicóptero. Da Rainha da Borborema, Bolsonaro decolará no avião presidencial de volta a Brasília.

O trecho inaugurado nesta quinta-feira tem oito quilômetros de extensão, entre os reservatórios Caiçara, em São José de Piranhas, e Avidos, em Cajazeiras (PB). O investimento federal na estrutura foi R$ 49,7 milhões.

A inauguração faz parte da Jornada das Águas – evento que partiu da nascente histórica do Rio São Francisco, no norte de Minas Gerais, e vai percorrer os nove estados do Nordeste com anúncios e entregas de obras de infraestrutura hídrica, preservação e recuperação de nascentes e cursos d’água, saneamento, irrigação, apoio ao setor produtivo e aos municípios, além de mudanças normativas que vão revolucionar a maneira como o brasileiro se relaciona com a água.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.