Na Assembleia, Aracilba alfineta Daniella e Frei se retira

A presença dos secretários da Controladoria-geral do Estado, Luzemar Martins, de Finanças Aracilba Rocha, e de Administração, Gilberto Carneiro, à sessão de hoje da Assembleia foi marcada por muita tensão e troca de farpas entre governistas e oposição. Um momento peculiar de acirramento aconteceu quando Aracilba Rocha provocou os parlamentares de oposição, dizendo que eles criticam as medidas "saneadoras" adotadas pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), mas teriam assistido às irregularidades serem cometidas na gestão de José Maranhão (PMDB). A secretária chegou a prometer citar o nome de alguns, mas foi repreendida pelo vice-presidente da Casa, Edmilson Soares (PSB).

– Tive vergonha de entrar no Tesouro Nacional. Não temos explicação para o comprometimento de 58% da folha – disse Aracilba.

A deputada estadual Daniella Ribeiro (PP) reagiu e criticou a provocação de Aracilba, reiterando sua intenção de debater as exonerações de servidores e negando que tenha sido "cúmplice" de fraudes no Governo Maranhão III. Em solidariedade, o deputado Frei Anastácio (PT) anunciou que se retiraria do plenário.

Já o deputado Anísio Maia (PT) foi à tribuna para defender a gestão de José Maranhão e rebater a acusação de que teria ficado um "rombo" na Secretaria de Educação.

No decorrer da sessão, outro momento de tensão obrigou o vice-presidente da Assembleia, Edmilson Soares a suspender a sessão porque um popular, servidor da Prefeitura de João Pessoa, começou a provocar o ex-deputado Major Fábio (DEM) no plenário. Em meio ao bate-boca, os seguranças da Casa de Epitácio Pessoa tiveram que ser acionados para pedir que o cidadão se comportasse ou deixasse o local.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.