MPE dá parecer contra Ricardo Coutinho por propaganda antecipada

O pré-candidato do PSB ao Governo do Estado poderá ter que pagar uma multa que varia de R$ 5 mil a R$ 25 mil por causa do II Encontro das Oposições, que aconteceu em Campina Grande no dia 17 de abril no Parque Ivandro Cunha Lima. É que o PSDC deu entrada na Justiça com uma representação acusando Ricardo Coutinho de ter praticado propaganda antecipada e irregular. A ação teve parecer favorável do procurador eleitoral Victor Carvalho Veggi.

A denúncia encaminhada à Justiça Eleitoral cita que a propaganda extemporânea do pré-candidato do PSB teria sido feita através da distribuição de revistas da Prefeitura de João Pessoa, nas quais são noticiadas obras da administração do ex-prefeito, além da distribuição de camisetas laranja, cor do partido do socialista.

Em seu parecer, o procurador diz que "o evento não se limitou a discutir projetos políticos ou plataforma de governo. Pelo contrário, restou evidente, ainda em caráter subliminar, a prática de propaganda eleitoral antecipada, com discursos proferidos pelo representado e por terceiros em seu favor. Os autos demonstram que foi um ato aberto ao público e com transmissão ao vivo por rádio estranha à realização do evento, sem qualquer caráter isonômico, ou seja, com nítido foco na promoção pessoal do representado como sendo o mais apto ao exercício da função política".

A Oposição realiza amanhã, em Sousa, a partir das 14h30, no Ideal Clube, seu III Encontro.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.