Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

MP Eleitoral emite recomendação para rádios e televisões

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O Ministério Público Eleitoral (MPE) expediu recomendação para todas as emissoras de rádio e televisão da Paraíba, visando esclarecer limitações da legislação eleitoral em relação a esses veículos de comunicação, de modo a contribuir para orientar melhor a conduta dos profissionais de imprensa desses segmentos.

O objetivo do Ministério Público é prevenir ocorrências de ilícitos eleitorais que possam ser passíveis de multa, (conforme o caso, no valor de R$ 5 mil a R$ 25 mil ou de vinte mil a cem mil Ufir, duplicada em caso de reincidência) tanto neste período pré-eleitoral, se houver propaganda extemporânea, como também durante o período eleitoral.

Basicamente, a recomendação versa sobre as situações que envolvem entrevistas que são realizadas com filiados a partidos políticos e pré-candidatos, bem como, durante o período eleitoral, com os candidatos propriamente ditos. O MPE adverte que nos programas jornalísticos é possível esse tipo de entrevista, mas tem que ser garantida a igualdade em relação aos envolvidos no pleito.

Neste caso, a recomendação, com base na orientação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é que, dentro do possível, seja seguida a regra do debate para que haja uma garantia mínima de participação igualitária dos candidatos nas entrevistas.

Também se recomenda que seja feito um ajuste prévio com os partidos para que estes já saibam das regras de antemão e façam sua adesão ao regramento das entrevistas, encontros e debates que porventura sejam feitos.

Recomenda-se ainda que cada emissora oriente todos os seus profissionais de que não é possível haver qualquer menção na programação que possa, eventualmente, caracterizar propaganda eleitoral, seja antecipada, seja no período da campanha propriamente dita.

Nesses casos, a emissora responde objetivamente, ou seja, não se discute se o dono na emissora, o produtor ou o diretor do programa tinha controle sobre o que a pessoa estava falando. Se o ilícito ocorrer no espaço da emissora, então a emissora responderá pela ocorrência, mesmo que seja um ouvinte que, por exemplo, ao telefone, fale alguma coisa que seja considerada propaganda eleitoral extemporânea, agora, ou considerada ilícito eleitoral no período da campanha.

Por fim, o Ministério Público Eleitoral também recomenda, especificamente, que se evite a transmissão do inteiro teor de encontros e prévias partidárias neste momento pré-eleitoral.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Anteriores

Gabinete de guerra de Israel se reúne FOTO Ariel Hermoni_Ministério da Defesa de Israel

Gabinete de guerra de Israel se reúne para discutir reféns em Gaza

pedreiro construcao civil FOTO Pixabay

Sine-PB oferta 407 vagas de emprego em 11 municípios paraibanos

sergio queiroz partido novo 2024

Sérgio Queiroz anuncia, nesta segunda, decisão sobre pré-candidatura nas Eleições 2024

bolsonaro ato rio de janeiro 210424 FOTO fernando frazao agencia brasil

Bolsonaro e aliados fazem ato político no Rio de Janeiro

Polícia interrompe briga de facções em Santa Rita e prende suspeitos com armas

Polícia interrompe briga de facções em Santa Rita e prende suspeitos com armas

dioxido de cloro

Senacon notifica sites de e-commerce por venda de dióxido de cloro

caapora pb

Aposta de Caaporã leva prêmio de R$ 40,5 mil na Mega-Sena

laboratorio exame medicina FOTO Pixabay_

Brasil confirma caso autóctone de cólera em Salvador

chuva agua FOTO Pixabay

Paraíba tem alertas de chuvas intensas até a segunda-feira

mega sena FOTO rafael neddermeyer agencia brasil

Apostador do Rio de Janeiro acerta sozinho a Mega-Sena