Moradores cobram melhorias no abastecimento de água de Mamanguape

Cerca de cem representantes de moradores de várias comunidades da cidade de Mamanguape foram recebidos pelo presidente da Cagepa,Deusdete Queiroga,numa audiência ao ar livre na sede da companhia, em João Pessoa,para discutir a falta de água.Com faixas e cartazes, os moradores solicitaram água na torneira. A audiência, solicitada pelo deputado Estadual Frei Anastácio (PT), foi considerada positiva pelos moradores, já que a direção da companhia prometeu começar a agir para melhorar o abastecimento naquela cidade, dentro de 30 dias.

 
A direção da Cagepa prometeu adotar medidas para amenizar a falta de água na cidade até que um projeto, já em estudo no governo do estado, seja posto em prática. O projeto prevê a construção de uma adutora que trará água para a cidade, da barragem de Araçagi. Enquanto isso não acontecer, segundo Frei Anastácio, a direção da Cagepa prometeu promover melhoramentos na estação de tratamento de Mamanguape e estabelecer controle na barragem Jangada, que hoje está sendo usada para banho de pessoas animais e até para lavagem de roupa.
 
“O presidente da Cagepa prometeu ainda que nas residências onde não esteja chegando água, os moradores ficam livres de pagamento da conta, como determina uma liminar concedida pela Justiça e não estava sendo cumprida”, informou Frei Anastácio. O parlamentar disse ainda, que, de imediato, a direção da companhia garantiu trabalhar na recuperação da estação de tratamento de água, que hoje se encontra em estado de abandono. “Isso vai melhorar a capacidade do abastecimento, segundo a Cagepa”, destacou o parlamentar.
 
O parlamentar destaca que as comunidades mais atingidas com a falta de água são Gurgury, nas proximidades da Capela Santa Edwiges e da Churrascaria Sombreiro, assim coma na Rua Vereador Sebastião Antônio da Silva e ruas adjacentes, Bela Vista, Zabelê, Sertãozinho, Rua do Meio, Conjunto Cícero Lucena. Essas localidades estão sofrendo com a falta de água há cinco anos. ”Nessas comunidades, até os serviços de saúde e as escolas estão deixando de funcionar por falta de água”, denuncia Frei Anastácio.
 
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.