Ministro Paulo Bernardo tem carteira de motorista suspensa

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, está na lista de condutores que tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa por multas de trânsito e ainda não entregaram o documento ao Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR). A lista pode ser consultada no site da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP) do estado.

De acordo com o jornal “Gazeta do Povo”, o ministro recebeu 21 multas de trânsito entre 2002 e 2009 e está recorrendo de oito delas no Cetran (Conselho Estadual de Trânsito). As infrações somam 96 pontos, a maioria delas por transitar em velocidade superior à máxima permitida. O limite para a habilitação ser suspensa é de 20 pontos.

Segundo a assessoria do ministro, ele foi notificado da suspensão da carteira no dia 9 de junho e tinha prazo até o dia 20 para devolver o documento, o que foi feito na última segunda-feira (15).

Por meio da assessoria, Paulo Bernardo também disse ter recebido as orientações para reabilitar o documento e que deve passar por curso de reciclagem assim que sua agenda permitir. Até lá, não deve dirigir.

 Ainda segundo a assessoria, o ministro informou que a maioria das multas foi por excesso de velocidade e por falar ao telefone celular enquanto dirigia. Bernardo, diz a assessoria, está recorrendo apenas de duas infrações porque, nos dias informados, estaria em Brasília.

Deputados – Levantamento feito pelo diário paranaense também revela que três dos 30 deputados federais do estado estão com o documento suspenso por excesso de multas.

A consulta à lista de motoristas infratores do Paraná está no ar desde a semana passada e é parte de uma nova política anunciada pelo Secretaria de Segurança Pública do estado de incentivar os cidadãos a ajudarem a fiscalização.

Desde 28 de maio, os condutores que não devolverem a habilitação suspensa correm o risco de serem presos.

As medidas foram anunciadas após o acidente com o ex-deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho, que matou dois jovens, em Curitiba. A carteira de habilitação do deputado, que também estava suspensa, tinha mais de 130 pontos em infrações.

G1

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.