Ministro do TSE fica de costas durante o hino e se explica a internautas

Uma foto do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Admar Gonzaga viralizou, nesta segunda-feira (10/12), porque o magistrado parecia ter ficado de costas durante a execução do Hino Nacional, na cerimônia de diplomação do presidente e vice-presidente eleitos Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão.

À mesa, estavam outros membros dos Três Poderes, todos virados para a plateia. Gonzaga era o único mirando o lado oposto. Nas redes sociais, muitos internautas questionaram e se surpreenderam com o ato do magistrado. Alguns acharam que o gesto foi “antipatriota” e criticaram o ministro.

Por causa da repercussão, o TSE logo se manifestou sobre o ocorrido, ao responder uma internauta. A Justiça Eleitoral informou que o magistrado, na verdade, não estava “de costas” para o hino, mas sim “de frente” para a haste da bandeira, em sinal de respeito.

 

 

Correio Braziliense

1 comentário

  • Claudia Caetano
    18:51

    Respeitooooooo . Não somos idiotas, quis polêmica em ficar de costa, o normal e certo seria ficar na posição de todos e não usar essa desculpa esfarrapada e sem sentido.
    TSE tem que tomar providências e punir, pois foi horrível e inaceitável tal atitude.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.