Ministério Público fiscaliza entidades de Campina Grande

Com a finalidade de fazer um diagnóstico sobre a qualidade e eficiência das atividades sociais desenvolvidas pelas entidades do terceiro setor em Campina Grande, o Ministério Público da Paraíba vem realizando um trabalho de inspeção em todas as Fundações existentes no município. A fiscalização está sendo conduzida pelo promotor de Justiça Lúcio Mende Cavalcante que, ao final, pretende construir um completo banco de dados para subsidiar a adoção de medidas posteriores.

A primeira instituição a ser vistoriada foi a Fundação Artístico-Cultural Manoel Bandeira (Facma), na qual foi aplicada, pela equipe técnica da Promotoria Especializada ,um questionário sobre as atividades desenvolvidas e a estrutura organizacional e financeira. Todos os espaços físicos da entidade foram fotografados, cujas imagens também servirão para reforçar o banco da dados a ser montado pelo MPPB. Esta mesma metodologia será adotada ao longo das inspeções.

O questionário que está sendo apresentado às fundações de Campina Grande é de modelo padrão, mas de acordo com os primeiros levantamentos feitos pelo promotor Lúcio Mendes Cavalcante, já é possível detectar irregularidades e dificuldades que várias instituições enfrentam para funcionar dentro dos propósitos para os quais foram criadas.

Exemplo dos descompassos funcionais foi encontrado na Fundação Assistencial da Paraíba (FAP). Durante a inspeção, o gerente administrativo da instituição, Diego Gadelha, revelou que enfrenta sérias dificuldades no setor de Oncologia, visto que o hospital dispõe de apenas um acelerador linear, necessitando de outro equipamento para atender adequadamente à população. Ele ressaltou, entretanto, que há avanços no setor de Hemodiálise, como compra de modernos equipamentos e a construção de um setor para abrigar adequadamente os pacientes que chegam àquela unidade hospitalar.

Além da Facma e FAP, a Promotoria já inspecionou as Fundações Universitária de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Furne); Edvaldo de Souza do Ó; Parque Tecnológico da Paraíba e a de Olhos da Paraíba (FOP); Pedro Américo e Reverendo Ageu Lídio Pinto (Igreja Presbiteriana).

As fiscalizações devem ser encerradas no próximo dia 19 e, até lá, a equipe da Promotoria das Fundações vai visitar as seguintes instituições: Sementes da Vida; Rubens Dutra; Toque de Esperança e Cultural Museu Étnico do Nordeste.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.