Ministério da Educação premia qualidade da alimentação na rede de ensino de JP

A política nutricional desenvolvida pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) na rede municipal de ensino foi destaque, nesta quarta-feira  (21) durante premiação realizada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação  (FNDE), em Recife. Os relatos das boas práticas realizadas em duas creches da Capital paraibana foram premiadas entre 30 experiências de escolas de todo o País e passaram a integrar o livro ‘Jornada da educação alimentar e nutricional – melhores relatos da educação infantil’, servindo de exemplo para unidades de ensino de todo o Brasil e países da América Latina, Caribe, África e Ásia.

As creches Delegada Maria Teresa, em Miramar, e Júlia Ramos, na Torre, se destacaram entre mais de 800 unidades de ensino infantil de 24 estados brasileiros, em uma seleção realizada pelo FNDE dentro do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), e escolhidas para participar do livro lançado nesta quarta, no Centro de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). De acordo com o FNDE, foram selecionadas as 30 melhores experiências de todo o Brasil sobre a promoção da alimentação saudável e prevenção da obesidade na educação infantil.

De Mendonza, na Argentina, onde participou do III Fórum Iberoamericano de Prefeitos, e apresentou o modelo de gestão  por resultados, implementado em João Pessoa, o prefeito Luciano Cartaxo comemorou mais este reconhecimento dado à atual gestão, que desde 2013 tem colocado a educação como prioridade e investido em políticas de promoção da vida saudável desde a primeira infância em sala de aula.

“Nós estamos realizando um trabalho olhando pra frente, para o futuro de João Pessoa e a educação é o principal meio para garantirmos uma vida melhor para todos os pessoenses. Fizemos uma revolução nas creches e escolas da rede municipal, implementamos um novo padrão de qualidade, ampliamos o número de alunos em sala de aula e esse reconhecimento é prova da nossa dedicação e cuidado com as nossas crianças”, afirmou Luciano Cartaxo.

O diretor de Ações Educacionais do FNDE, José Fernando Uchôa, destacou a importância do lançamento do livro com os relatos das 30 experiências brasileiras que mais se destacaram e parabenizou o trabalho realizado em João Pessoa. “O nosso trabalho é referência para vários países do mundo, nós apresentamos e eles replicam nossas experiências. Temos representantes de quase todos os estados brasileiros e fiquei feliz, por ser nordestino, de ver dois relatos de João Pessoa publicados no livro. Parabenizo o prefeito Luciano Cartaxo pela iniciativa e o apoio que ele vem dando para todas as escolas da rede”, declarou.

A PMJP investe, por ano com a alimentação escolar, aproximadamente R$ 15,6 milhões, sendo 60% de contrapartida com recursos próprios do município. São quase 93 mil refeições sendo oferecidas diariamente. Nas escolas regulares, os alunos fazem uma refeição na escola dependendo do turno, já quem estuda em unidades de Tempo Integral faz três refeições. Nas creches, cada criança faz cinco refeições por dia na unidade de ensino (café da manhã, lanche, almoço, lanche e jantar).

O reconhecimento dado às creches do município se deu em virtude do trabalho realizado para implantação da horta escolar pedagógica. “Com as hortas, nós unimos os profissionais das unidades com as crianças e seus pais para incentivar os bons hábitos alimentares.  Nós ensinamos às crianças desde a semente, cultivo, colheita e consumo dos alimentos. Os pais também participam da limpeza dos locais, organização dos vasos e plantio e, com isso, disseminamos o conhecimento e estimulamos os bons hábitos também em suas casas”, afirmou a nutricionista responsável técnica de João Pessoa, Ana Paula Leal.

Após a solenidade, a secretária-adjunta da Educação, América Castro, que acompanhou os representantes das duas creches na premiação, afirmou que outras experiências desenvolvidas na Capital deverão participar da II Jornada e parabenizou o trabalho desenvolvido, pois o resultado será conferido no futuro das crianças. “Isso é o reconhecimento de um grande trabalho que a gente realizou nas nossas unidades de educação infantil. De mais de 800 experiências de todo o Brasil, 30 foram selecionadas, sendo duas delas de João Pessoa. Isso faz com que a gente tenha menos crianças obesas e futuros adultos mais saudáveis”, afirmou América Castro.

Comentários