Mineral se diz insatisfeito com a “omissão” de Ricardo Coutinho

Mafalda Moura

O deputado estadual Antônio Mineral (PSDB) confirmou as especulações e se queixou hoje do posicionamento do governador Ricardo Coutinho (PSB) com relação às pendências nas mudanças dos cargos públicos nos municípios de atuação política dos parlamentares que compõem a base aliada do Governo do Estado. Segundo Mineral, a insatisfação é generalizada entre os deputados que não entendem a falta de atitude do governador.
 
– A insatisfação toda a Paraíba sabe que existe e diz respeito às trocas dos cargos dos adversários. Tem município que nem o diretor foi trocado e todo mundo sabe que onde se vota é para acontecer a mudança. Votamos todos no governador para acontecer essas mudanças. Os pedidos estão na mão do governador desde janeiro e ele pensando que estamos pedindo emprego, mas ninguém está pedindo emprego a ele. Queremos apenas a mudança, para que as pessoas que votaram nele comecem a trabalhar por ele, porque a gente sabe que adversários nunca ajudarão ao governo. O deputado pede, a liderança municipal encaminha e o governador decide.
 
Mineral revelou ainda que na Assembleia Legislativa os deputados estão divididos e insatisfeitos. Ele revelou ainda que nos municípios onde nada mudou até agora as pessoas já começaram a cobrar posicionamentos dos deputados. 
 
– Não existe mais insatisfeito ou menos insatisfeito. Aqui na Assembléia os deputados da base aliada e os de oposição estão quase meio a meio, se faltar dois ou três deputados do governo, a oposição sai do plenário e não dá quórum na sessão. Não é fácil colocar os 21 deputados do governo em plenário, mas todos se reúnem, todos fazem esforços.  Nós recebemos muita pressão dos municípios. Onde eu fui majoritário, Cabedelo, Nova Olinda, São José de Espinharas, não estão resolvendo os problemas, quem está administrando são os da oposição. Na cidade de Patos, quem se mantém nos cargos são pessoas do PMDB, que votaram contra, mas não sei quem está colocando na cabeça do governador de deixar esse pessoal. Eu ouvi muita reclamação em Patos, pessoas dizendo: bom mesmo é estar no PMDB, pois se você vota nele, fica no cargo e quando ele não está no poder, fica também.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.