Mineral diz que empréstimos inviabilizam finanças do Estado

O deputado Antônio Mineral declarou na tarde de hoje que o governador José Maranhão quer inviabilizar as finanças do Estado e o próximo governo com os empréstimos que vem contraindo. “A Paraíba poderá ficar ingovernável. Todos os recursos do Estado serão apenas para pagar os juros dos empréstimos contraídos por Maranhão”, alertou.

O parlamentar lembrou que os empréstimos contraídos no governo Maranhão III já se aproximam da casa de R$ 1 bilhão. “Espero que a Assembleia não aprove mais pedidos de empréstimos solicitados pelo governo do Estado. Caso contrário, ninguém terá condições de administrar o Estado num futuro próximo”, declarou.

Antônio Mineral informou que em 2003, quando Cássio Cunha Lima assumiu o governo, 16 por cento da receita estadual eram destinados ao pagamento da dívida do Estado, contraída no governo Maranhão II. “Cássio conseguiu reduzir este índice para apenas seis por cento”, acrescentou.

O deputado disse também que até o momento ninguém sabe com precisão onde o governo está aplicando os recursos advindos dos empréstimos. “A Paraíba ainda não sabe, mas precisa saber onde o governo está gastando tanto dinheiro”, indagou.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.