Militantes tucanos e petistas trocam ofensas em Diadema

As carreatas das campanhas do PT e do PSDB se encontraram na Praça da Moça em Diadema (ABC) e houve troca ofensas entre os militantes e cabos eleitorais dos dois partidos na manhã de hoje.

Porém os petistas controlaram os ânimos e fizeram um "cordão de isolamento" humano para permitir a passagem da carreata tucana.

A mobilização dos petistas levou a candidata Dilma Roussef (PT) e o presidente Lula a percorrer ruas do centro de Diadema.

TEMOR

Amanhã os presidenciáveis farão mega-atos de campanha no Rio de Janeiro, sob temor de mais confronto entre militantes.

Na internet, há militantes petistas tentando promover uma "chuva de bolinhas de papel" no ato de José Serra (PSDB) na orla de Copacabana (zona sul) e apelos de militantes tucanos para que sigam em direção à carreata petista na zona oeste para "obrigarem Lula e Dilma a pedir desculpas".

Na quarta-feira, no início da tarde, em Campo Grande, zona oeste do Rio, confronto entre militantes petistas e tucanos terminou com agressão e ameaças a Serra.

As duas campanhas usaram o conflito na TV. Serra responsabiliza petistas por terem jogado nele um rolo de fita adesiva; o PT afirma que o tucano foi atingido apenas por bolinhas de papel.

 

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.