Milanez vai propor debate sobre sistema viário de João Pessoa

O vereador licenciado Fernando Milanez adiantou que, ao retomar seu cargo na Câmara Municipal, vai propor um debate na Casa sobre o sistema viário de João Pessoa. O objetivo é buscar ações com os parlamentares que viabilizem o transporte e a malha urbana da Capital. Segundo ele, a cidade muda de governo e nada é alterado no "caótico trânsito" que vem crescendo e não apresenta alternativas para o cidadão.

Milanez criticou as ações emergenciais aplicadas nas ruas da capital e considerou que elas pioram a rotina dos comerciantes e dos cidadãos que trafegam no centro de João Pessoa. Como exemplo, ele citou a recente medida adotada pela Prefeitura Municipal de colocar uma faixa de ônibus exclusiva na rua Cardoso Viera.

“Não há um estudo programado porque não temos alternativas viárias e quando se apresenta um como um viaduto ou um metrô de superfície, a pessoa é tida como doida e quando se tem um projeto plausível como a duplicação da Avenida Cruz das Armas, não sai do papel. A cidade tem que ser preparada pra ter edifícios garagens criando alternativas para o cidadão. Mas, numa atitude abrupta, criam faixas de tráfego exclusivas, sabendo que isso vai prejudicar várias pessoas que recolhem impostos”, alertou.

Ele criticou ainda a indústria da multa que se institucionalizou com mais uma receita dos Estados e dos municípios. “Multar quem anda na faixa de ônibus não vai fazer com que as pessoas passem a utilizar o transporte coletivo e ai está cada vez mais grave o problema de estacionamento no centro da Capital”.

Milanez alertou também sobre o patrimônio histórico da Capital. Segundo ele, entre governo e sai governo não há uma preservação à altura da riqueza cultura da cidade. “O problema do Centro Histórico me preocupa e eu volto a Câmara com o objetivo de levantar mais esse debate, ainda com essa tomada de decisão da Prefeitura de retirada da Zona Azul, que penaliza, sobremaneira, os que acreditaram e foram incentivados a permaneceram porque o Centro Histórico seria viável para o comércio. Enquanto o nosso Patrimônio não tiver isso bem resgatado, nós não vamos evoluir”, explicou.

Segundo Milanez, a cidade que não tem a sua História catalogada para apresentar ao turista que visita João Pessoa não tem como se desenvolver. “Não há uma política de discussão em torno desse assunto e enquanto isso o centro vai ficando cheio de escombros. Ou cria-se uma política de isenção para viabilizar fluxo do Centro Histórico ou vamos ficar vendo os prédios virarem um amontoado de escombros. vamos ter fazer uma discussão profunda com a sociedade chamando todos os segmentos envolvidos como a CDL, Associação Comercial, STTRANS entre outros, para nós discutirmos a cidade. O que senota hoje nos gestores é a ânsia de marcar a sua administração com obras de pedra cal e não há o menor avanço em termos de restauração do acervo histórico de João Pessoa e do sistema viário e de transportes”, pontuou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.