Milanez solicita ajuda a Michel Temer para implementar Ouvidoria da PB

O secretário do Acompanhamento da Ação Governamental, Fernando Milanez, esteve em Brasília onde manteve audiência com o presidente da Câmara Federal, Michel Temer. Milanez solicitou do presidente ajuda para implementar os serviços da Ouvidoria Estadual da Paraíba a partir das novas instalações físicas e de equipamentos para que o órgão funcione a contento da população e do governo da Paraíba.

“Sabemos que estamos em um ano eleitoral e isso não se dará agora. Mas solicitamos uma parceria com o deputado, uma vez que ele tem melhor trâmite junto a Ouvidoria Geral da União para que a nossa Ouvidoria Estadual esteja preparada para o gestor que venha a ocupar o cargo em 2011. O fato é que queremos que a Ouvidoria funcione a altura do seu papel ao qual foi proposto frente à sociedade. Isso tudo dentro da política de desenvolvimento determinada pelo Governo do Estado”, disse.

Milanez já  recebeu da Receita Federal os equipamentos eletrônicos que solicitou junto ao secretário Otacílio Cartaxo. “Já foi um grande passo dentro das ações que projetamos para modernizar os serviços da nossa Secretaria, bem como para colocar em funcionamento  as gerências regionais administrativas da SEAAG espalhadas nos 14 municípios pólo do Estado”, avaliou.

Já para este objetivo das gerências regionais, o secretário está elaborando,  com o setor financeiro, um novo orçamento para a Pasta e com base na dotação orçamentária realizar a implantação das GRs no interior da Paraíba.

“Com isso, daremos um salto na qualidade das ações desta Secretaria no que diz respeitos as informações administrativas do Estado e viabilizarmos os nossos trabalhos dentro da Secretaria. A SEAAG é um órgão importante junto à administração estadual e para exercer na sua plenitude essa importância precisamos impulsionar financeiramente suas atividades como também de dotá-la dos equipamentos necessários para alcançar os pleitos da população junto ao governo”, explicou.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.